Nas redes

Bruno Gagliasso relembra polêmica do surubão de Noronha: "Não me cancelem"

Fernanda Paes Leme também falou sobre o tema

Bruno Gagliasso relembra polêmica do surubão de Noronha:
Bruno Gagliasso - Foto: Reprodução

Publicado em 15/09/2020 às 15:42:13

Por: Redação NT

Nesta terça-feira (15), Bruno Gagliasso usou seu perfil do Twitter para relembrar o polêmico Surubão de Noronha, que agitou o mundo dos famosos no começo de 2019. O ator afirmou que tudo não passou de uma mentira.

"Eu tenho muita dificuldade de negar o surubão de Noronha porque é uma história muito divertida se fosse real. Mas devo frustrá-los. Sou um pai de família apaixonado pela Giovanna [Ewbank] sem tempo pra farra. Não me cancelem", brincou.

O famoso decidiu voltar ao assunto após assistir ao filme O Dilema das Redes, que tem como tema principal a abordagem das mídias sociais na vida das pessoas.

Fernanda Paes Leme também relembrou o Surubão

Não demorou para que a publicação feita por Gagliasso começasse a repercutir, e entre os comentários se destacou um de Fernanda Paes Leme, que na época também foi incluída como uma das participantes da suposta festa para adultos.

"Neguei esses dias também, mas sempre com uma risadinha de canto pra tentar manter o mistério. Aliás, com aquele elenco não ia rolar surubão nenhum. Se eu visse geral pelado ia ter crise de riso real", respondeu a atriz e apresentadora.

O Surubão de Noronha

No começo do ano passado, um perfil anônimo, que se dizia ser ex-funcionário da Globo, começou a divulgar nas redes sociais detalhes sobre um suposto encontro que aconteceria entre vários atores em Fernando de Noronha.

Na ocasião, Gagliasso, que é o dono do hotel frequentado por outros famosos na ilha, foi apontado como um dos organizadores das festinhas.


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!