Polêmica

Neymar acusa jogador de racismo e Ludmilla o apoia: "Fogo neles"

Luciano Huck também escreveu um texto para o craque do PSG

Neymar acusa jogador de racismo e Ludmilla o apoia:
Ludmilla apoiou Neymar contra Álvaro - Foto: Montagem

Publicado em 14/09/2020 às 10:55:00

Por: Redação NT

Neymar foi expulso após dar um soco e acusar o zagueiro Álvaro González de ter cometido um ato de racismo em um jogo do Campeonato Francês no último domingo (13). Depois, o jogador desabafou nas redes sociais e a cantora Ludmilla saiu em defesa do atleta. Luciano Huck também deu apoio ao craque da seleção brasileira.

“Para a branquitude não adianta se você é o melhor no que faz. Se é bem sucedido. Ainda assim, eles olham primeiro para a sua cor. Também não importa se a gente tem a pele mais clara ou mais escura. Eles sempre sabem quem nós somos. E como nos ferir! Ontem comigo, hoje com Neymar", publicou a funkeira.

Ludmilla aproveitou o momento para relatar que muitas pessoas negras sofrem com o racismo, mas diferentemente dela e do craque do PSG, não conseguem denunciar. Por isso ela acha importante que famosos usem suas influências para combater esse tipo de crime.

“Fora todas as pessoas que sofrem isso na pele todos os dias, mas não têm visibilidade. Pessoas que morrem diariamente por causa do racismo. E eles vivem a vida de boa enquanto a gente sofre. Até quando? Racismo é crime! Fogo neles, Ney! Tamo junto sempre, você é f...!”, completou.

Luciano Huck também não ficou calado e deu apoio ao jogador. “Um dos melhores do mundo. Um cara especial. Não tem racista nesse mundo que possa apagar seu talento, irmão. E nem o de ninguém. Racismo é crime! E a cada dia eu tento aprender um pouco mais sobre como ser um aliado na luta antirrascista”, comentou.

Entenda o caso

PSG e Olympique de Marselha jogavam pelo Campeonato Francês, quando Di María, ainda no primeiro tempo, cuspiu em Gonzáles. O argentino avisou o árbitro que o adversário havia sido racista e Neymar reforçou as reclamações. “Racismo, não”, disparou o craque.

No fim da partida, com o nervosismo do jogo, Neymar continuou falando do racismo e acertou um "cascudo" em Álvaro. “VAR pegar a minha ‘agressão’ é mole. Agora eu quero ver pegar a imagem do racista me chamando de ‘mono hijo de puta’ (macaco filha da p***). Isso eu quero ver!”, desabafou o atleta pelo Twitter. “Único arrependimento que tenho é por não ter dado na cara desse babaca”, concluiu.


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!