BBB

Após vazamento, Marcos Harter ironiza e divulga "supostas agressões" contra Emilly

Vídeo de ex-sister no confessionário foi divulgado nas redes sociais

Após vazamento, Marcos Harter ironiza e divulga
Emilly e Marcos no BBB17 (Foto: Reprodução/TV Globo)

Publicado em 27/08/2020 às 22:01:27

Por: Paulo Pacheco

Expulso do BBB17, Marcos Harter se manifestou após o vazamento de um vídeo em que Emilly Araújo é chamada ao confessionário para falar sobre supostas agressões cometidas por seu companheiro no reality show da Globo.

Em seu Instagram, o cirurgião plástico publicou um vídeo que o inocentaria das acusações. No material, ele aparece deitado no jardim imobilizando Emilly. A ex-sister, que venceu aquela edição do programa, tenta se mexer e grita: "Para, Marcos!", porém sorrindo.

"Inédito!!! Cenas fortes. Imagens da supostas agressões", ironizou Harter em sua rede social.

Entenda o caso

No dia 9 de abril de 2017, Marcos e Emilly tiveram uma forte discussão durante uma festa do programa. Toda a confusão foi captada pela Globo e os fãs do programa se chocaram com a agressividade apresentada pelo médico, que pressionou sua então namorada na parede e apertou seu punho.

No dia seguinte, a direção do programa chamou Marcos no confessionário e anunciou sua expulsão. A emissora explicou que a decisão foi tomada seguindo as regras do reality show, no qual proíbe agressão física.

"Com base nesse inquérito, tivemos uma nova conversa profunda com a Emily, inclusive com exame médico. Desde o primeiro momento, desde que tudo aconteceu, a Globo agiu firmemente, incansavelmente, a gente envolveu advogados, especialistas, psicólogos. Conversamos muito para tomar uma decisão correta, justa", esclareceu Tiago Leifert na época.

Na filmagem dentro do confessionário, revelada nesta quinta-feira (27), Emilly conversa com uma advogada da Globo. "A Delegacia de Atendimento á Mulher sugeriu que nós viéssemos aqui lhe alertar e dizer a você como mulher você tem direito, caso queira, a medidas protetivas de urgência. Então se for de seu interesse, a qualquer momento que você se sentir ameaçada ou agredida, você pode solicitar medidas protetivas contra o Marcos", explicou a profissional.

A sister respondeu que não queria pedir a medida e explicou que gostaria de conversar com o médico, porque acreditou que a reação dele tinha sido desproporcional e grave.

"Às vezes eu prefiro fechar meus olhos para situações como essa. Quando eles me alertaram que estavam preocupados com as atitudes dele comigo, eu decidi ficar mais quieta, decidi que mesmo que eu ache que esteja errado eu não vou falar pra ele não agir mais daquela forma", relatou.

A advogada insistiu que ela poderia pedir proteção caso se sentisse ameaçada. Um médico então entrou no local para que fosse feito um exame físico. "Aqui a gente precisa de uma formalidade para entender algumas coisas que estão acontecendo com você", disse o doutor.

Enquanto o médico analisava Emilly, ela relembrou de um machucado no braço que mostrou para a produção. "Foi o Marcos que fez. Agora já saiu, mas ainda tem um pouquinho. Ele me apertou… um beliscão", comentou. A direção questionou quando a agressão tinha ocorrido. "Foi na festa daqueles músicos, a festa na piscina retrô. Quando a gente estava deitado naquele negócio preto em cima da hidro", contou a jovem.

Ela ainda disse que Harter apertou seu punho e a machucou. "Eu senti bastante dor. As vezes ele perde o controle", relatou. "Fisicamente foi só isso. Naquele dia que a gente discutiu de manhã, acho que eles ficaram assustados porque eu fiquei falando pra ele que eu não queria falar com ele, ele me forçou a falar com ele. E quando a gente deitou no chão ele segurou meu rosto e bateu minha cabeça no chão. Não ficou doendo, ele balançou minha cabeça e eu assustei com isso e eu perdoei ele. Ele começou a chorar muito e eu desculpei", completou.

 


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!