Posicionamentos

Felipe Neto e Whindersson Nunes oferecem ajuda para menina vítima de estupro

Influenciadores se colocaram à disposição para pagar terapia e educação para a vítima

 Felipe Neto e Whindersson Nunes oferecem ajuda para menina vítima de estupro
Whindersson Nunes e Felipe Neto se comoveram com caso da menina - Foto: Montagem

Redação NT

Publicado em 17/08/2020 às 09:36:00

Felipe Neto e Whindersson Nunes usaram suas contas do Twitter no último domingo (16) para comentar o caso da menina de 10 anos, estuprada pelo tio desde os seis, que engravidou no Espírito Santo. Os dois influenciadores pediram o contato da garota para poderem ajudá-la com assistência médica e educacional.

continua depois da publicidade

Whindersson foi o primeiro a se posicionar sobre o assunto. Ele demonstrou indignação com a postura de uma minoria de religiosos que foi até a porta de um hospital para tentar impedir que a criança fizesse a interrupção da gravidez. Apesar da gestação ter cerca de cinco meses, a vítima corria risco de vida.

O youtuber também se mostrou preocupado com a saúde mental da jovem e, por conta disso, anunciou que deseja pagar toda a assistência psicológica que a menina precisará ter ao longo da sua adolescência.

continua depois da publicidade

“A Terra devia estar em paz com tantos Jesus nas redes sociais, tantos imaculados. Me preocupa o tanto de atrocidades que essa criança vai ouvir no decorrer da vida. Alguém da família entre em contato, quero ajudar com toda assistência piscológica até os 18 anos”, escreveu o comediante.

Poucas horas depois, Felipe Neto também se mostrou triste com a situação e se colocou à disposição para ficar responsável pelos custos de toda a educação da menina até o fim da faculdade.

continua depois da publicidade

“Não consigo parar de pensar na menina. Alguém da família, por favor, entre em contato pelo email da minha bio. Eu me disponho a arcar com todos os custos de educação dela até o fim da faculdade. Num mundo de injustiças e desigualdades, que ela possa receber a melhor arma possível”, comentou.

O caso da menina

A menina de apenas 10 anos denunciou no dia 8 de agosto que era estuprada desde os seis anos. O suspeito do crime é seu próprio tio, que está foragido. Ela relatou aos policiais que não falou sobre o abuso antes porque sofria ameaças. A história da criança trouxe de volta a discussão do aborto legal.

continua depois da publicidade

A vítima passou pelo procedimento e interrompeu a gravidez com segurança. Agora ela passará pelo tratamento psicológico. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil e acompanhado pelo Conselho Tutelar. A menina ficará em um abrigo, enquanto a Justiça aguarda para tomar alguma definição.

O caso da garota se tornou o principal assunto do país na internet no domingo e diversos famosos se posicionaram. A presença de religiosos na frente de um hospital em Recife, Pernambuco, revoltou, principalmente pelo tratamento hostil que os médicos sofreram no local.

continua depois da publicidade