Homenagem

Jorge Fernando ganhará museu em Paquetá: "Perpetuar sua memória"

Casa de Arte Jorge Fernando começa a tomar forma no Rio

 Jorge Fernando ganhará museu em Paquetá: "Perpetuar sua memória"
Casa de arte homenageará Jorge Fernando

Redação NT

Publicado em 23/07/2020 às 14:09:00,

O diretor Jorge Fernando, morto em outubro de 2019 vítima de uma parada cardíaca, vai ganhar UM museu em sua homenagem na Ilha de Paquetá, no Rio. A Casa de Arte Jorge Fernando é um projeto que está sendo desenvolvido pela irmã do diretor, Maria Rebello, pela sobrinha de Jorge, a atriz Maria Carol, e outras pessoas. Além de reunir o acervo do diretor, o espaço também contará com palestras e eventos culturais.

continua depois da publicidade

"Meu tio sempre quis isso, falava sempre pra fazermos isso: Uma casa de cultura com o seu acervo pra visitação em Paquetá. Será um espaço dedicado a arte, com palestras, wokshops, filmes, música... Teremos o acervo dele de objetos, figurinos, roupas e principalmente trabalhos", contou Maria Carol com exclusividade Ao NaTelinha.

"Estamos no início desse projeto, achando o lugar certo em Paquetá, mas ainda não temos data definida para abertura. Contaremos com a ajuda de tantos amigos importantes e queridos dele e faremos tudo sem fins lucrativos, um trabalho social pra dar oportunidade a novos talentos na ilha, incentivar as crianças e gerar cultura. Perpetuar sua memória", afirmou a atriz que está no ar atualmente na reprise de Êta Mundo Bom.

continua depois da publicidade

Maria Carol relembra de Jorge Fernando com carinho o cita inspiração no tio em sua vocação para a atuação. "Meu tio respirava arte! Era puro talento, inspiração e criatividade. Ele é um dos nomes mais importantes na construção da teledramaturgia brasileira! Além de ter um acervo de livros e filmes que pode ajudar na formação dos jovens da ilha e entreter muita gente", explicou Maria Carol.

continua depois da publicidade

Jorge Fernando morreu aos 64 anos, no Rio, vítima de uma parada cardíaca. O ator e diretor foi responsável por grandes sucessos da teledramaturgia, como Rainha da Sucata, Alma Gêmea, A Próxima Vítima, e tantos outros êxitos no teatro e cinema.

O último trabalho de Jorge na TV foi a novela Verão 90, na qual era diretor artístico.