Exclusivo

Thais de Campos teve que cortar o cabelo para viver gay em Fina Estampa: "Achei que cabia"

A atriz está no ar como a trambiqueira Alice ao lado de Eva Wilma

Thais de Campos teve que cortar o cabelo para viver gay em Fina Estampa:
Divulgação

Publicado em 06/07/2020 às 06:30:06

Por: Ana Cora Lima

A atriz Thais de Campos está em Lisboa, Portugal, e é de lá que ela acompanha a repercussão positiva da reprise de Fina Estampa. A Alice da trama de Aguinaldo Silva chama de assertiva a escolha da Globo em voltar a novela no horário nobre durante a pandemia do novo coronavírus por ser uma narrativa leve, bem humorada e revigorar valores positivos.

"A Griselda é uma personagem interessantíssima. Uma mulher que não muda por ter ganho dinheiro, uma mulher íntegra. Ela simboliza o sonho e a esperança de acreditara na possibilidade de mudar de vida, de dar a volta por cima. Isso é tão bacana! O Aguinaldo Silva foi muito feliz também com outros personagens”, pontuou em entrevista ao NaTelinha.

Viver a trambiqueira Alice foi um prazer para a atriz, que voltou a trabalhar com Eva Wilma depois de anos. Coincidentemente foi com Eva que Thais fez o primeiro papel na televisão.

"O meu primeiro papel, era a Silvia de Ciranda de Pedra, namorada da Mônica Torres. Era uma participação muito pequena porque ela não podia aparecer como namorada. Depois eu fiz Elas por Elas, de Cassiano Gabus Mendes, e a Eva Wilma era minha mãe e eu considero a primeira novela porque meu personagem tinha um nome, tinha um núcleo e tinha importância. Eu era muito nova e ela foi de uma benevolência comigo. Ela me ensinou, ela me abraçou e tomou conta de mim", conta.

Curiosidade na carreira de Thais de Campos

Com mais de 20 personagens na televisão, Thais não tem dúvidas que dois deles foram os mais marcantes: Arlete de Mulheres de Areia e Andressa de A Viagem: "Com certeza são os papéis que as pessoas mais lembram de mim. Mulheres de Areia teve uma repercussão boa mas o fenômeno de Viagem tocou muita gente no Brasil por ter sido uma novela espírita e existia uma curiosidade".

"Lembro que na época, a gente recebia muitas cartas e as historias iam mudando conforme o público pedia. Teve uma criança que chorou porque não tinha cachorro no céu e ela questionou se o cachorrinho dela morresse, ele  não iria para céu. No dia seguinte tinham vários cachorrinhos correndo pelo céu,patos,cavalos brancos porque os bichos mereciam estar no céu”, se diverte.

Sobre se alguma vez teve que interpretar uma personagem tão distante, Thais deu explicação levando também conta a sua versão professora. Atualmente Thais dá aulas de teatro. "Eu tento sempre como atriz e como professora também ensinar aos meus alunos e sempre buscar coisas diferentes nos personagens. As referências dentro de você é muito fácil acessar e é mais interessante buscar o que você não conhece para apresentar registros diferentes".

Atriz mora em Portugal com o marido

Thais cita Alice como um bom exemplo de composição diferente. "A Alice era uma homossexual e mesmo eu me detestando de cabelos curtos, eu achei que cabia. E cabia também roupas largas, uma postura que aumentava a minha barriga que me deixavam mais pesadas, coloquei uma postura que aumentava a barriga e me deixava mais pesada".

A atriz mora há quatro anos em Portugal com o marido, Paulo Bandeira e a filha caçula, Carolina, de 15 - a mais velha, a também atriz e DJ Clara, vive no Rio, mas desde o ano 2000 ela já vivia na ponte-aérea entre os dois países. Lá, ela já trabalhou como diretora e até foi dona de uma escola para atores, mas nunca atuou. "Agora, com os meus 56 anos, eu não quero mais ter esse compromisso de ter um estabelecimento, essa responsabilidade. Eu faço cursos livres e tenho um método que se chama "Segredos da Câmera" divididos em três módulos".

E encerra: "O módulo 1 é para qualquer pessoa que precisa ficar frente da câmera não sabe usar a respiração a intenção das palavras. O segundo módulo é só para atores porque  dá uma afunilada e aprofunda mais nas construções de personagens passando  por todos os gêneros e no último módulo, nós fazemos curtas metragens".


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!