Processo

Justin Bieber pede indenização de US$ 20 milhões de mulher que o acusou de estupro

Astro canadense foi acusado de estupro, mas negou tudo e agora processa a autora

Justin Bieber pede indenização de US$ 20 milhões de mulher que o acusou de estupro
Justin Bieber está processando mulher que o acusou de estupro

Publicado em 26/06/2020 às 15:09:26

Por: Redação NT

Justin Bieber prometeu que não deixaria passar batido a denúncia, que ele alega ser falsa, de ter estuprado uma mulher e que ganhou as redes sociais no último domingo (21), após postagens de um perfil no Twitter. O astro canadense entrou nesta quinta-feira (26) com um processo milionário contra uma mulher identificada como Jane Does e está pedindo indenização de US$ 20 milhões.

Segundo a Variety, os advogados a acusam de ser a responsável pelos dois perfis criados no sábado (20) e que contaram a história de que Justin Bieber teria estuprado uma jovem em 2014 e assediado outra no ano seguinte. O processo foi acionado no tribunal estadual da Califórnia, no condado de Los Angeles. No documento, os juristas alegam que os fatos narrados são "factualmente impossíveis e refutadas tanto por evidências documentais indiscutíveis quanto pelas próprias admissões dos indivíduos".

“É abundantemente claro que esses dois indivíduos estão tentando capitalizar o clima de medo que permeia a indústria do entretenimento, Hollywood e a América corporativa, pelo que é uma temporada aberta para qualquer pessoa fazer qualquer reclamação (não importa quão vil, sem apoio e comprovadamente falso) ) sobre alguém sem conseqüências", diz trecho do processo.

Os advogados explicaram a postura do cantor. “No entanto, Bieber não permanecerá ocioso enquanto os Réus tentarem obter atenção e fama por si mesmos, espalhando imprudentemente mentiras maliciosas de que ele se envolveu em uma conduta criminosa flagrante por agredir os Réus, e Bieber está, portanto, levando essa ação de difamação / difamação a limpar seu nome e acertar as contas", prometem.

Justin Bieber

O processo de Justin Bieber é uma resposta a uma publicação feita na madrugada de domingo por um perfil anônimo no Twitter o acusando de estupro.  A denúncia mostra uma usuária identificada apenas como Danielle publicando um longo texto em que deu detalhes do suposto estupro que teria sofrido dele. "Estou publicando isso anonimamente pois ainda não estou pronta para me expor publicamente. Se ele chegar a ler isso, vai saber quem eu sou. Eu sei que você lembra de mim, espero que sua vida se torne um inferno e que você se afogou", escreveu no início da publicação.

A partir daí, ela dá detalhes sobre como teria conhecido o astro. "Um homem então se aproximou de mim e de minhas amigas e nos perguntou se gostaríamos de conhecer o Justin depois do show. É claro que dissemos que sim", detalhou lembrando que o caso teria acontecido no mês de março de 2014, no Texas.

Responsável pela denúncia, Danielle aproveitou para explicar que foi convidada a ficar a sós com o cantor, que na época namorava Selena Gomez. "Chegando lá, ele me levou para um quarto. Justin me fez concordar em não dizer nada a ninguém, ou eu poderia ter sérios problemas legais", garantiu ela, detalhando que, a partir daí, ele passou do ponto e passou a tirar a própria roupa, o que a assustou. "Falei para ele que era melhor a gente parar e, eu precisava encontrar minha amigas. E que me sentia culpada por Selena. Ele disse que estava tudo bem".

A denunciante encerra o discurso com uma constatação. Eu estava muito desconfortável, mas era tarde demais. Ele se forçou dentro de mim. Não quero entrar em detalhes sobre o que aconteceu depois. Isso foi seis anos atrás, eu era um ano mais velha que ele (ele tinha 20 e eu 21). Eu fui abusada sexualmente sem consentimento", terminou.

Justin Bieber respondeu 

Justin Bieber se pronunciou na noite do último domingo (20) em suas redes sociais e negou as acusações de estupro que envolviam seu nome. O cantor canadense fez uma série de publicações e garantiu que a denúncia é falsa, apresentando provas para se defender.

Em seu perfil no Twitter, Justin escreveu a negativa rapidamente. "Nas últimas 24 horas, apareceu um novo Twitter que contava uma história minha envolvida com abuso sexual em 9 de março de 2014 em Austin, Texas, no hoteu Four Seasons. Eu quero ser claro. Não há verdade nessa história. De fato, como mostrarei em breve, nunca estive presente naquele local", garantiu o músico como resposta à denúncia de ter estuprado a jovem.

Ainda na rede social, o cantor continuou. "Normalmente não falo sobre coisas, pois lidei com acusações aleatórias durante toda a minha carreira, mas depois de conversar com minha esposa e equipe, decidi falar sobre o assunto hoje à noite", e continuou: "Rumores são rumores, mas abuso sexual é algo que não tomo de ânimo leve. Eu queria falar imediatamente, mas por respeito a tantas vítimas que lidam com essas questões diariamente, eu queria ter certeza de reunir os fatos antes de fazer qualquer declaração".

Justin passa a dar detalhes para desmentir a postagem acusatória. "Como a história dela contava, surpreendi uma multidão em Austin no Sxsw, onde apareci no palco com meu então assistente de palco e cantei algumas músicas. O que essa pessoa não sabia era que eu participei daquele show com minha então namorada Selena Gomez", garantiu ele para, em seguida, postar um link em que mostra que a cantora estava de fato com ele no show. "Essas fotos me mostram claramente no palco com meu assistente de apoio e a outra nos mostra nas ruas de Austin depois em 9 de março de 2014", conta publicando duas imagens. Pouco depois, o músico canadense posta outro artigo em que prova que ele não estava em Austin naquele noite porque participou de um show de Selena em Houston na madrugada.

"A outra razão pela qual essa história pode dizer que eu estava no hotel foi porque um tweet de 2014, em 10 de março e não no dia 9, diz que me viram lá. É este o tweet", escreve postando o print de uma mensagem no Twitter datada de 10 de março de 2014. "No entanto, eu nunca fiquei no hotel no dia 9 ou 10. Essa pessoa postou outro tweet mais cedo dizendo que me viu no restaurante na noite seguinte e não no hotel", prosseguiu ao mostrar outro print.

Justin pareceu disposto a abrir o jogo sobre a denúncia e foi além. "Além disso, eu fiquei com Selena e nossos amigos no airbnb no dia 9 e no dia 10 no Westin, porque a nossa reserva de hotel na La Quinta e não na Four Seasons foi uma bagunça. Aqui estão os recibos do hotel no dia 10", escreveu mostrando imagens de recebidos e seguiu. "Também confirmamos com o gerente regional do Four Seasons que nunca estive na propriedade no dia 9 de março de 2014 e nunca fui convidado no dia 9 ou 10, e convido toda a imprensa para consultá-los, se necessário ou desejado", contou.

"Em 10 de março, Selena saiu para trabalhar e fiquei no Westin, como os recibos mostravam claramente com meus amigos Nick e John antes de sair da cidade. Mais uma vez, não no Four Seasons. Nós reservamos por alguns dias para ficar no show do defjam, mas eu paguei no dia 11 para voltar para casa", escreveu postando outro recibo de comprovante em que aparece o pseudônimo Mike Lowery, e encerrou. "Eu não vou mais usar Mike Lowery como um pseudônimo".

Por fim, o cantor ainda decretou. "Toda alegação de abuso sexual deve ser levada muito a sério e é por isso que minha resposta foi necessária. No entanto, essa história é factualmente impossível e é por isso que vou trabalhar com o twitter e as autoridades para tomar medidas legais"





LEIA TAMBÉM

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!