Nas redes sociais

Justin Bieber é acusado de estupro e abuso sexual; cantor ainda não se manifestou

Duas mulheres publicaram texto acusando o cantor de estupro e abuso sexual

Justin Bieber é acusado de estupro e abuso sexual; cantor ainda não se manifestou
Justin Bieber foi acusado de estupro e abuso sexual - Foto: Divulgação

Publicado em 21/06/2020 às 18:40:20 ,
atualizado em 21/06/2020 às 19:06:58

Por: Redação NT

Justin Bieber é mais um astro acusado de estupro. O cantor canadense teve o nome citado em dois relatos publicados nas redes sociais neste domingo (21), por usuárias que preferiram manter o anonimato, mas deram detalhes de como tudo teria acontecido nos anos de 2014 e de 2015.

A denúncia aconteceu no Twitter em que uma usuária identificada apenas como Danielle publicou um longo texto em que deu detalhes do suposto estupro que teria sofrido de Justin Bieber. Estou publicando isso anonimamente pois ainda não estou pronta para me expor publicamente. Se ele chegar a ler isso, vai saber quem eu sou. Eu sei que você lembra de mim, espero que sua vida se torne um inferno e que você se afogu", escreveu no início da publicação.

A partir daí, ela dá detalhes sobre como teria conhecido o astro. "Um homem então se aproximou de mim e de minhas amigas e nos perguntou se gostaríamos de conhecer o Justin depois do show. É claro que dissemos que sim", detalhou lembrando que o caso teria acontecido no mês de março de 2014, no Texas.

Responsável pela denúncia, Danielle aproveitou para explicar que foi convidada a ficar a sós com o cantor, que na época namorava Selena Gomez. "Chegando lá, ele me levou para um quarto. Justin me fez concordar em não dizer nada a ninguém, ou eu poderia ter sérios problemas legais", garantiu ela, detalhando que, a partir daí, ele passou do ponto e passou a tirar a própria roupa, o que a assustou. "Falei para ele que era melhor a gente parar e, eu precisava encontrar minha amigas. E que me sentia culpada por Selena. Ele disse que estava tudo bem".

A denunciante enceerra o discurso com uma constatação. Eu estava muito desconfortável, mas era tarde demais. Ele se forçou dentro de mim. Não quero entrar em detalhes sobre o que aconteceu depois. Isso foi seis anos atrás, eu era um ano mais velha que ele (ele tinha 20 e eu 21). Eu fui abusada sexualmente sem consentimento", terminou.

Justin Bieber denunciado por estupro

Por conta desta publicação, Danielle levou outra usuária, também anonimanete e identificada como Kadi a fazer outra denúncia com o mesmo teor contra Justin Bieber."No dia 4 de maio de 2015, fui conhecer e, possivelmente, tirar uma foto com Justin, como qualquer outra fã dele faz quando ele está em Nova York. Encontrei Mikey (guarda-costas de Bieber) fora do hotel. Ele me achou atraente e me deu o número de telefone dele. Mais tarde, fui convidada por Mikey Arana ao hotel de Bieber, onde havia cinco garotas, inclusive eu", contou.

A segunda denunciante deu detalhes sobre o suposto estupro. "Ele começou a me beijar, tocando meu corpo e me acariciando. Pedi que ele parasse e continuei dizendo que não posso fazer sexo com ninguém antes do casamento (coisas da cultural tradicional). Bieber começou a me empurrar para a cama e ter seu corpo contra o meu. Ele me prendeu, puxou minha roupa para baixo e sua bermuda e me penetrou Eu empurrei ele e o chutei no meio das pernas e corri para fora do quarto. Eu contei para minha irmã o que aconteceu, e ela pediu que eu não falasse nada porque isso arruinaria a honra da minha família e eu nunca me casaria", finalizou.

Justin Bieber não se manifestou

O cantor canadense até o momento não se manifestou a respeito das denúncias. Justin é considerado um dos astros de maior engajamento nas redes sociais e neste domingo apareceu apenas no Instagram, rede em que ele acumula 139 milhões de seguidores, ele postou dois stories, mas nenhum deles relacionados ao assunto.

No Twitter, onde tem 112 milhões de seguidores, o cantor não publica nada desde a última sexta-feira (19). Já no Facebook, onde sua página conta com 76 milhões de curtidas ele postou ainda antes, na quinta-feira (18).





LEIA TAMBÉM

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!