Desaprovou

Fabiana Karla relembra esquete feita pelo Porta dos Fundos: "Erraram a mão"

Apresentadora afirmou que vídeo foi um soco no estômago

Fabiana Karla relembra esquete feita pelo Porta dos Fundos:
Fabiana Karla se posicionou contra gordofobia - Foto: Reprodução

Publicado em 22/06/2020 às 12:48:42 ,
atualizado em 22/06/2020 às 13:02:16

Por: Redação NT

Fabiana Karla não gostou da esquete Teste de Covid feita pelo Porta dos Fundos, no qual o grupo de humor foi acusado de gordofobia. O vídeo ridicularizava um gordo que não foi contaminado pelo coronavírus por ter o “corpo podre”. A apresentadora elogiou Fábio Porchat, mas declarou que o canal do YouTube se equivocou com a brincadeira.

“O vídeo foi um soco no estômago. O Fábio (Porchat) é um querido, mas erraram a mão. Durante a quarentena, existem relatos de mulheres que apanham do marido por terem engordado”, declarou a atriz em entrevista publicada nesta segunda-feira (22) pelo jornal O Globo. "A gente está lutando para sobreviver. Pensei: 'Por que vou deixar descoberto o meu lugar de fala?'. Me senti ecoando a voz de milhares de pessoas”, acrescentou.

Fabian explicou que pessoas acima do peso sofrem por não estarem adequados ao padrão criado pela sociedade e por isso é importante que qualquer tipo de preconceito seja combatido.

“Homens e mulheres do meu tamanho têm dificuldade em macas de hospitais, em cadeiras de aviões. Muitos acessos são negados. Espero que criminalizem a gordofobia. A hora que doer no bolso, as pessoas vão se segurar mais”, afirmou. “Reconheço que algumas grifes vem se esforçando de um tempo para cá. Mas as etiquetas de moda precisam ser mais inclusivas. Seguir, pelo menos, o exemplo de marcas dos Estados Unidos, que produzem o 5X”, comentou.

Fabiana ainda ressaltou que várias jovens acima de peso se sentem representadas por Karla. “Quando sou capa de revista, as meninas se sentem representadas. A Central de Atendimento ao Telespectador (CAT) também recebe milhares de mensagens para saber da onde são as roupas que uso no ‘Se joga’. Tudo isso gera em mim uma responsabilidade imensa”.

Fabiana Karla defende o bem-estar

Muitos podem dizer que Fabiana está defendendo a obesidade, mas ela garante que não tem nada a ver. Sua intenção é permitir que as pessoas se sintam bem com seu próprio corpo, tendo autoestima. “A bandeira que levanto é a do bem-estar e do corpo livre”, opinou.

Karla tem chamado atenção por suas fotografias de biquíni postadas no Instagram. “De calcinha e sutiã, confesso que foi díficil fazer devido ao machismo estrutural. Venho de um lar nordestino no qual a roupa de baixo é objeto proibido”, contou. “As fotos de lingerie bege são as que mais bombam, no Instagram e aqui em casa”, concluiu com bom humor.





LEIA TAMBÉM

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!