Reportar erro
Humorista

Paulo Gustavo reprova humor usado no passado: "Não acho mais graça"

O famoso conversou com Pedro Bial e falou sobre a vida pessoal e profissional

O apresentador Pedro Bial e o humorista Paulo Gustavo
Paulo Gustavo esteve no Conversa com Bial - Foto: Globo
Redação NT

Publicado em 20/05/2020 às 15:04:00

O apresentador e humorista Paulo Gustavo foi o entrevistado do Conversa com Bial na madrugada desta quarta-feira (20). Para Pedro Bial, Paulo falou sobre a paternidade, o casamento com o dermatologista Thales Bretas, isolamento social e o trabalho no cinema, com o filme Minha Mãe é Uma Peça.

Paulo contou que ao longo dos anos de carreira, tanto no cinema quanto na TV e no teatro, aprendeu muita coisa e que se arrepende de algumas. “Eu ganhei uma consciência. Então, eu hoje como ator, mas acima de tudo como ser humano, já não acho mais graça de coisas que fazia anos atrás. Eu não aprovo mais", iniciou ele.

“Às vezes eu vejo um vídeo que fiz de 8, 10 anos atrás e já não acho mais graça. Eu não escreveria aquilo de novo", acrescentou o humorista, que fez sucesso no seriado Vai que Cola e que agora brilha em A Vila, ambos exibidos pelo canal Multishow, e ainda grava um novo projeto para o Globo.

Paulo Gustavo agora é papai de dois

Casado com Thales Bretas, Paulo Gustavo também falou sobre os filhos Romeu e Gael, que foram gerados por barrigas de aluguel fora do Brasil. “Quando eles sorriem para a gente é quase como se descesse um arco-íris e nos colorisse", revelou o famoso.

Sucesso do Minha Mãe é Uma Peça

Na conversa com Bial, Paulo Gustavo deixou claro o seu orgulho pelo sucesso da trilogia Minha Mãe é Uma Peça. “Ela teve uma vida para ser construída e por isso esse personagem é muito real. É como se ela existisse à parte", falou.

“Nesse país em que a gente vive, que é extremamente racista, homofóbico e machista eu fui lá e arrastei 12 milhões de pessoas", acrescentou o humorista.

Mais Notícias
Outros Famosos