Luto

Antônio Guerreiro morre aos 72 anos

Fotógrafo das celebridades fez muito sucesso nos anos de 1980


Fotógrafo Antônio Guerreiro
Antônio Guerreiro morreu neste sábado (28) - Foto: Reprodução

Antônio Guerreiro, fotógrafo das celebridades dos anos de 1970 e 1980, morreu neste sábado (28), no Rio de Janeiro, aos 72 anos. O NaTelinha entrou em contato com a Policlínica de Botafogo, que confirmou a informação da morte.

Guerreiro nasceu na Espanha, mas veio muito cedo para o Brasil. Foi no Rio de Janeiro que ele estudou economia e encontrou sua verdadeira paixão profissional: a fotografia.

Entre os anos de 1970 e 1980, ele ganhou projeção por conta das belas imagens que conseguiu capturar, além de ter contatos com celebridades e artistas brasileiros. Suas fotos fizeram tanto sucesso que ele apareceu nas principais revistas do país.

O fotógrafo fez diversas capas no auge da Playboy, sendo elas: Betty Faria, Cláudia Raia e Sandra Bréa, com quem foi casado. Ele também teve um relacionamento com a atriz Sônia Braga, vivendo ao lado dela durante 8 anos.

Sua popularidade foi tão alta entre os famosos, que Guerreiro recebeu convites para fotografar discos de cantores do samba e MPB, como Baby do Brasil, Beth Carvalho, Alcione, Simone, entre tantos outros.

Antônio Guerreiro e sua popularidade

Durante os anos de 1990, era inegável que Antônio tinha o selo de fotógrafo mais requisitado do Brasil. Amigos garantem que ele transformava o trabalho em momento de lazer, pois se sentia feliz.

Guerreiro ainda teve a oportunidade de publicar dois livros e estava preparando mais um para celebrar seus 50 anos de carreira. O artista estava casado há 20 anos com a estilista Maria Teresa Freira.

Antônio Guerreiro será velado no próximo domingo (29), a partir das 9h, no Memorial do Carmo, no Caju, Zona Norte do Rio de Janeiro. Depois da cerimônia, o corpo do fotógrafo será cremado.

Mais Notícias
Outros Famosos