Polêmica

Coreógrafa critica Igreja de Justin Bieber e o acusa de oferecer "condições degradantes"

Cantor ainda não se posicionou sobre a polêmica

 Coreógrafa critica Igreja de Justin Bieber e o acusa de oferecer "condições degradantes"
Justin Bieber não esperava por mais essa - Divulgação

Thiago Forato

Publicado em 03/07/2019 às 10:01:23

Justin Bieber se envolveu em mais polêmica. Desta vez, o astro canadense está sendo acusado de ter oferecido "condições degradantes" a Emma Portner, coreógrafa que trabalhou com ele em 2016. Até mesmo a Igreja que Justin frequenta foi alvo de acusações.

continua depois da publicidade

Emma Porter é casada com a atriz Ellen Page e acusou Bieber de mal pagar um salário mínimo, alegando que ela "não podia se dar ao luxo de comer" durante a Purpose World Tour, há três anos.

Ela escreveu sobre sua história no Instagram, que agora já foi deletada. "Eu estava varrendo o estúdio para poder praticar meu próprio ofício. A maneira como você degrada as mulheres é uma abominação", criticou.

continua depois da publicidade

A coreógrafa passou a dizer que lamenta ser associada a Justin e continuou: "Me arrependo de ter trabalhado pra você. Dei ao universo meu corpo ingênuo, criatividade, tempo e esforço. Duas vezes".

A profissional acrescentou: "Sua empresa contratou uma lésbica em seu videoclipe e coreografou alguns conteúdos para sua turnê mundial. Como você se sente sobre isso. Uma lésbica, ajudando você, por uma quantidade desrespeitosa de dinheiro".

continua depois da publicidade

"Tenho muito a dizer, mas principalmente espero educar você além de sua Bíblia", finalizou, criticando a Igreja que o cantor frequenta, por supostamente proliferar ideias anti-LGBT.

A Igreja a que Portner se refere é a Hillsong, que esclareceu: "A Igreja Hillsong não prega contra ninguém ou qualquer grupo, nós não somos 'anti-ninguém'. Somos uma igreja cristã inclusive que ama, valoriza e acolhe todas as pessoas, independentemente do seu passado, etnia, crenças, valores ou identidade pessoal, que adere aos principais valores bíblicos compartilhados pela esmagadora maioria das igrejas cristãs evangélicas de todo o mundo".

continua depois da publicidade

Justin Bieber não se posicionou.