Foi bem

Atuação da Semana: Alanis Guillen brilha em despedida de Malhação

Atriz mostrou que tem talento para seguir carreira e alçar voos maiores

Atuação da Semana: Alanis Guillen brilha em despedida de Malhação
Alanis Guillen brilhou como Rita de Malhação: Toda Forma de Amar - Foto: Divulgação

Publicado em 05/04/2020 às 11:54:28

Por: Daniel César

É bem verdade que o último capítulo de Malhação sofreu um sério problema de coerência, em virtude do final apressado que a Globo escolheu para a temporada, por conta da suspensão das gravações graças à pandemia do novo coronavírus. Ainda assim, o retorno de Rita já nos últimos minutos serviu para mostrar a veia talentosa da protagonista de Toda Forma de Amar, Alanis Guillen.

Como acontece na maior parte das vezes, os mocinhos de cada novo ano de Malhação são rostos desconhecidos e escolhidos a dedo como uma espécie de laboratório de novos talentos para a televisão. Deste universo já saíram nomes como Sophie Charlotte, Fernanda Vasconcellos, Mariana Moschen e Alanis Guillen entrou para este rol de atrizes testadas e atestadas.

Seu desempenho como Rita sempre ficou acima do que se costuma ver numa atriz em começo de carreira. Num primeiro trabalho na TV, é preciso observar o potencial artístico que o profissional demonstra. Isso porque é raro alguém conseguir fazer uma composição muito aprofundada no início de sua trajetória profissional, mas Alanis conseguiu ir um pouco além de mostrar e construiu uma personagem com características próprias.

Não era fácil compor a Rita descrita por Emanuel Jacobina. A jovem mãe que larga tudo para encontrar a filha que lhe fora tirada precisava mostrar muito vigor numa disputa judicial perdida, ao mesmo tempo em que tinha por obrigação vender ao telespectador certo ar de inocência, afinal foi enganada pelo antigo namorado e até pelo próprio pai.

Rita não era uma protagonista fácil e era multifacetada. Determinada e doce, ao mesmo tempo. Bem humorada e com um passado negro, que se misturavam. Apaixonada e profundamente ética. Tudo dentro de uma pessoa só e este era o desafio: transformar todas essas características dúbias em uma personagem só transmitindo credibilidade em cena.

E Alanis Guillen deixou o trabalho mostrando que foi capaz, com uma interpretação firme, naturalista e que dizia tudo o que queria pela respiração, tom de voz e, principalmente, no olhar. Se o sumiço da protagonista por quase um mês deu a ela poucas oportunidades de brilhar na forçada reta final de Toda Forma de Amar, a atriz já havia deixado sua marca na forte interpretação, a ponto de garantir credibilidade à história de seu sumiço, já que todos os núcleos viveram em função de uma mocinha que havia conquistado a todos com jeito.

A cena final de Malhação pode não ter permitido que Alanis Guillen brilhasse do modo que ela merecia, principalmente após tanto tempo afastada, mas garantiu ao público a lembrança da atuação equilibrada e deu a ela o passaporte para novos trabalhos, já que se provou capaz. Além disso, ofereceu à atriz a chance de ser a Atuação da Semana.




publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!