Enfoque NT

"O Sétimo Guardião" tem estreia soturna com excesso de instrumentais e priorizando mistério

Coluna analisa a nova novela da Globo, "O Sétimo Guardião"





Globo/Fábio Rocha

Publicado em 12/11/2018 às 22:50:09 ,
atualizado em 13/11/2018 às 11:20:03

Por: Thiago Forato

Depois de um grande imbróglio, a Globo estreou na noite desta segunda-feira (12), sua nova novela das nove, "O Sétimo Guardião", de Aguinaldo Silva com direção de Rogério Gomes.

O primeiro capítulo não se preocupou em apresentar os personagens. As cenas iniciais tiveram como grande foco o mistério do gato León, que sumiu, ameaçando um dos guardiões e movimentando toda a cidade de Serro Azul.

Serro Azul, aliás, que estava no imaginário do autor e de milhões de pessoas que acompanharam outras tramas do gênero de Aguinaldo, puderam se encantar por alguns momentos o esmero com que ela foi construída nos Estúdios Globo, no Rio de Janeiro. Um aperitivo.

Sobre os guardiões, pouco ainda foi revelado sobre os sete presentes na fictícia Serro Azul. O ar de mistério tomou conta, e a direção de Papinha se mostrou afiada. O único porém, no entanto, é a excessividade de instrumentais nas cenas.

Soturno, o primeiro capítulo também mostrou a fuga de Gabriel (Bruno Gagliasso) de seu casamento. Ele se casaria com Laura (Yanna Lavigne) e a deixou para seguir até Serro Azul, sem saber exatamente o que fará por lá. Tudo depois do contato com o gato León...

As cenas entre Valentina Marsalla (Lilia Cabral) e Olavo (Tony Ramos), brigando pelo casamento que não ocorreu entre seus filhos, foi um dos pontos altos do capítulo, com atuação de gala de Tony Ramos, como não poderia deixar de ser.

O mesmo não se pode dizer da interpretação de Yanna, que ainda que se esforçasse, não conseguiu defender sua personagem como uma que realmente tenha sido abandonada pelo noivo aos 45 do segundo tempo.

Marina Ruy Barbosa, que até poucas semanas atrás estava na pele de Amália de "Deus Salve o Rei", mudou o visual e o padrão das mocinhas que vinha interpretando. Mais mulher, em nada lembra suas últimas personagens.

O realismo fantástico, desta vez, também será tratado com sobriedade, como na cena em que uma mão surge dentro de uma xícara enquanto Luz estava ali sentada.

Paralelamente a isso, ganha destaque a história de Nicolau (Marcelo Serrado) que quer um filho homem jogador de futebol de Afrodite (Carolina Dieckmann), embora eles já sejam pais de quatro, três meninas e um menino que não é lá muito fã de esportes.

"O Sétimo Guardião" optou por uma estreia priorizando o mistério, tentando seduzir o telespectador para desvendá-lo. Resta saber se a ideia será de fato comprada.

Thiago Forato é jornalista, escreve sobre televisão há 13 anos e assina a coluna Enfoque NT há sete, além de matérias e reportagens especiais no NaTelinha. Converse com ele: thiagoforato@natelinha.com.br Twitter: @tforatto



publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!