Thiago Forato
Reportar erro
Enfoque NT

Pouco variada e apática, grade da Record TV pode perder diferencial com saída de Fábio Porchat

"Programa do Porchat" pode chegar ao fim em dezembro

Fábio Porchat com MC Leozinho, Vida Vlatt e Flávia Vianna
Fábio Porchat recebeu a primeira eliminada de "A Fazenda", Vida Vlatt, no programa desta terça - Foto: Edu Moraes/Record TV
Thiago Forato

Publicado em 03/10/2018 às 10:50:46

A notícia de que Fábio Porchat pediu para encerrar seu contrato com a Record TV antes do prazo estipulado, dezembro de 2019, pegou muitos de surpresa.

Contratado com grande estardalhaço no início de 2016, Porchat nunca conseguiu fazer de seu talk-show um sucesso absoluto de audiência. A concorrência no horário é dura e enfrenta programas diferentes, cada um com sua dificuldade particular.

O fato é que ainda assim, o "Programa do Porchat" é um respiro em meio a tanto jornalismo e novelas na grade de programação da Record TV, inaugurando um horário até então jogado às traças pela emissora, que se contentava em reprisar séries norte-americanas e até exibir conteúdo de sua maior cliente, a Igreja Universal.

Porchat é um dos únicos que ainda conseguem promover a própria programação do canal de maneira despojada e descontraída, seja com eliminados de "A Fazenda", "Power Couple" ou recebendo o elenco da casa, o que o "Hoje em Dia" conseguia fazer com maestria há muitos anos. Esse tipo de ação praticamente se perdeu com uma grade apática e repetitiva, tendo um lapso ou outro.

A decisão de Porchat é surpreendente para o público, mas não chega a espantar quem está nos bastidores. A Record TV vinha cerceando sua liberdade de criação e expressão e tentando podar seu talk-show, proibindo temas e piadas como a violência no Rio de Janeiro, por exemplo.

Para quem está acostumado a criar e a fazer todo o tipo de piada, principalmente na internet, acaba se sentindo naturalmente suprimido.

Inegavelmente, Porchat amadureceu como apresentador e condutor de um programa de entrevistas, com um time que melhorou junto, como Paulo Vieira e Fabiano Cambota. Muita água pode rolar, e Porchat e Record TV podem chegar a um denominador comum até o fim do ano. Aguardemos.

Mais Notícias