Reportar erro
Colunas

Miriam Freeland sobre retorno à Record: "foi um caminho natural"

Atriz será uma das protagonistas de "A Terra Prometida"

miriamfreeland-foto-victorhugocecatto.jpg
Fotos: Victor Hugo Cecatto/Divulgação
Sandro Nascimento

Publicado em 07/06/2016 às 17:15:42

Em cartaz com a peça "Casa de Bonecas", onde contracena com seu marido Roberto Bomtempo, a atriz Miriam Freeland aguarda a estreia da nova novela da Record, "A Terra Prometida".

Em entrevista ao NaTelinha, Miriam falou sobre o convite para retornar à emissora e ser uma das protagonistas da trama, após ter um contrato fixo de 2005 a 2012, fazendo novelas como "Essas Mulheres", "Bicho do Mato", "Os Mutantes", "Poder Paralelo" e "Máscaras".

"Fui a primeira atriz a ser escalada para a novela. Com um convite tão carinhoso e para uma personagem tão incrível, meu retorno a Record foi um caminho natural. A empresa sempre me respeitou muito e voltar está sendo uma alegria. Acredito que o mercado precisa estar amplo, com produtos bacanas para oferecermos ao público o nosso melhor. E a Record tem cumprido muito bem seu papel nesse aspecto. Que venham mais e mais novelas, séries e etc", contou.

Ela, que grava desde abril, vai dar vida à prostituta Raabe. "É uma mulher de fé. Prostituta em Jericó, acaba se convertendo ao Deus de Israel por si mesma. Acaba dando guarda aos espiãos hebreus e por isso ela e sua família são poupadas quando Jericó é invadida. Uma linda personagem", explica.

Miriam Freeland revela suas inspirações para compor sua personagem na trama: "Fui à Bíblia, a livros religiosos sobre a Raabe, já que ela é uma personagem importante do Velho Testamento e que está na linhagem de Jesus. E fui buscar referências em outras fontes, nas séries e nos épicos. Tenho saído feliz dos dias de gravação".

Sobre dividir o palco no teatro com seu marido, Roberto Bomtempo, na peça "Casa de Bonecas", a atriz se mostra muito à vontade: "Gostamos muito de trabalhar juntos. Nos alimenta como artistas, a cada trabalho junto aumentamos nossa intimidade cênica e aprendemos um com o outro".

"Casa de Bonecas" é uma montagem do final do século XIX do norueguês Henrik Ibsen. A peça discute entre outras coisas o papel da mulher na sociedade. Para Miriam Freeland, o texto original levanta uma questão que ainda hoje provoca a discussão da posição da mulher na sociedade patriarcal. "Na nossa montagem, utilizamos a versão do dramaturgo e diretor argentino Daniel Veronese, acreditando na sua visão ainda mais potente sobre o tema e essas questões feministas tão pertinentes", diz a atriz.

A peça "Casa de Bonecas" está em cartaz no Centro Cultural da Justiça Federal no Rio de Janeiro até o próximo domingo (12).

Serviço: Casa de Bonecas
Teatro: Centro Cultural da Justiça Federal (CCJF), Av. Rio Branco 241- Centro - RJ - Ao lado do metrô da Cinelândia
Sexta à domingo, às 19h

Mais Notícias