Reportar erro
Colunas

Ratinho terá prova de fogo em concorrência contra Gugu

Enfoque NT

ratinhoxgugu3001.jpg
Foto: Divulgação
Thiago Forato

Publicado em 30/01/2015 às 18:32:50

O “Programa do Ratinho” está no ar desde 1998. E quase na totalidade desses 17 anos de SBT, e até mesmo anteriormente na Record com o “Ratinho Livre”, Carlos Massa sempre teve a ingrata missão de enfrentar o produto mais forte da Globo: a novela das 21h.

A incumbência em enfrentá-las talvez tenha sido porque seu programa é o mais preparado para tal e sabe lidar com esse tipo de “adversidade”. Não há dúvidas que seu “circo” sempre brigou com bastante competência nesses anos todos contra as novelas da Globo e Record. Seja com uma pegada mais jornalística ou circense, Ratinho sempre deu seus pulos.

Raramente perdeu a vice-liderança. No horário das 21h, onde esteve por muitos anos, não foram tantas as vezes. Este, aliás, que perdeu no ano de 2005, quando teve seu programa reformulado por Silvio Santos e incluiu um amontoado de games-shows que Ratinho detestava e não sabia fazer. Feito o estrago, o SBT deu uma atração mais jornalística à ele, mas sempre mantendo o nome.

Deu certo. O horário das 19h foi acertado, já que a novela desta faixa na Globo geralmente tem problemas. E na época, “Essas Mulheres” não era um grande sucesso na Record. A vice-liderança tinha dono, mas a estreia do “SBT Brasil”, em meados de 2005, acabou por tirá-lo de lá e remanejá-lo para às seis da tarde, onde até o “Gazeta Esportiva” se tornou uma ameaça.

Posteriormente, aos sábados à noite, mais bem elaborado e até com temáticas diferentes todas as semanas, teve seus lapsos até sair do ar, em 2006.

Neste hiato, até 2009, Ratinho comandou o “Você é o Jurado” e o “Jornal da Massa” que não vingaram dentro da grade de programação e fez com que o apresentador perdesse a tal vice-liderança que sempre se gabou de ter durante toda sua carreira.

Há quase seis anos, de fato, Ratinho tem que do que se orgulhar. Embora não enfrentasse tantos concorrentes a altura, hoje se mantém no segundo lugar do pódio fazendo um programa leve e familiar, mas vai ter a derradeira prova de fogo em fevereiro, quando enfrentará nada mais, nada menos do que Gugu Liberato, de terça à quinta-feira.

Gugu é indiscutivelmente um nome forte na televisão e vai fazer com que a produção de Ratinho se mexa, já que vão brigar pelo mesmo público. Os dois serão ao vivo, em HD, fazendo um programa popular. A briga promete.

O que não se pode perder é o bom senso, como se perdeu na década de 1990 e início dos anos 2000, quando naquela época, nessas guerras por migalhas de números do Ibope, os apresentadores faziam qualquer coisa por decimais na audiência.
 

Thiago Forato é jornalista, escreve sobre televisão há dez anos e assina a coluna Enfoque NT há quatro, além de matérias e reportagens especiais no NaTelinha. Converse com ele: thiagoforato@natelinha.com.br  |  Twitter e Instagram: @tforatto

Mais Notícias