Reportar erro
Colunas

Enfoque NT: A mudança gradativa no padrão da Globo

97e12c722ca733377110e0ce56aad814.jpg
Divulgação
Thiago Forato

Publicado em 21/01/2014 às 17:19:43

Nesta terça (21), Mônica Iozzi, ex-"CQC", estreia como repórter do “Big Brother Brasil 14”, na Globo. Após quatro anos de serviços prestados ao humorístico da Bandeirantes, Mônica desembarca no programa mais rentável durante o verão da emissora carioca.

Essa contratação repentina de Iozzi e sua estreia imediata nos faz refletir em como a Globo vem mudando sua postura em relação à tudo. Antigamente, ela poderia ter até a contratado, mas a deixaria na geladeira por alguns meses, ou até pouco mais de um ano, para aí sim colocá-la no ar. Hoje, não.

Qualidade duvidosa

O rigor com que a Globo coloca programas no ar já não é mais o mesmo. Se antes o controle de qualidade era rigoroso, hoje os projetos são aprovados mais facilmente. Basta ver atrações como “Divertics”, “Junto & Misturado” e algumas novelas que não deveriam ter suas sinopses levadas adiante.

Controle de casting

Em entrevista a um jornal na semana passada, o ex-todo poderoso da Globo, Boni, disse que a rede vive um descontrole de aproveitamento do elenco. São atores sendo escalados em produções uma atrás da outra, sem ter sua imagem descansada.

Como exemplo, o ator Gabriel Braga Nunes. Desde que voltou, ele emendou “Insensato Coração”, “Amor Eterno Amor”, “O Canto da Sereia” e “Saramandaia”.

Até mesmo cantores não se repetiam em programas como está acontecendo. Há duas semanas, Zezé di Camargo & Luciano cantaram no “TV Xuxa”, e no outro dia, no mesmo horário, apareciam cantando a mesma música em “Sai do Chão”, especial de verão.

Visual

Os grafismos espelhados em 3D deram vaga a desenhos em 2D, mais modestos, mas para muitos, manteve a imponência global.

Chamadas

As chamadas foram o que mudaram pra melhor nessa fase da Globo. Mais instigantes e criativas, hoje elas não estão mais restritas ao “Domingão do Faustão” e atingem até as novelas e filmes. Este último principalmente.

Estratégia

A Globo também está cada vez mais agressiva em sua estratégia de grade. Se antes terminar a novela às 22h10 e deixar a linha de shows dos concorrentes com boa audiência era algo rotineiro, não é mais. A emissora carioca por vezes esticou até onde deu sua trama das 21h e minou qualquer possibilidade de êxito das concorrentes.

Ao que parece, a Globo desceu de vez do salto e se coloca em condições de igualdade com qualquer outra. E você, qual mudança da Globo mais te agradou ou desagradou?


Contatos do colunista: thiagoforato@natelinha.com.br - Twitter: @Forato_

Mais Notícias