Reportar erro
Colunas

Olhar TV: MTV Brasil e sua despedida em grande estilo

27d1fc42eb0df6ae59806968016cb43c.jpg
Divulgação
Taty Bruzzi

Publicado em 30/09/2013 às 14:37:45

Seja de amigo, parente, cidade ou trabalho, as despedidas são sempre dolorosas. O que dizer de um canal que fez parte da adolescência e juventude de muita gente, no ar há 23 anos, e que vem se despedindo nos últimos dias?

A MTV Brasil tinha como caracterísitca combinações de videoclipes e jovens VJs, fofocas do mundo da música e das celebridades, além de promover novos artistas, assim como sua pioneira norte-americana fundada em 1981.

A fórmula deu tão certo que em seus primeiros anos é certo dizer que a MTV revolucinou a indústria fonográfica, popularizando o conceito de VJ e tornando-se referência para músicos, canais de televisão, filmes e livros.

Aqui no Brasil não foi diferente. Nomes como Zeca Camargo, Astrid Fontenelle, Didi Wagner, Marcos Mion e Tatá Werneck, entre tantos outros, ganharam notoriedade na televisão graças ao canal 100% jovem.

No entanto, a partir do final de 2009, o Grupo Abril, responsável pelos direitos da marca aqui no Brasil, passou a ter dificuldades financeiras, com perda de faturamento, o que se agravou muito no ano passado.

Após especulações se a emissora seria vendida ou a marca devolvida, em junho deste ano confirmou-se que a Viacom (Grupo dono da MTV Networks) assumiria novamente o direito pela MTV aqui no país.

Asssim, o canal sai do ar oficialmente hoje, 30 de setembro, dando lugar a uma nova MTV, agora sem o Brasil em seu nome, exibida somente pela TV paga e com a promessa de mais de 350 horas de conteúdo nacional até dezembro de 2014.  

Para sua despedida, a emissora recebeu alguns dos seus eternos VJs, que se emocionaram diante das câmeras. Como o casal Marcelo Adnet e Dani Calabresa, que além de consolidarem suas carreiras, tornaram-se parceiros também na vida real.

Da programação especial, além de poder relembrar programas como o “Disk MTV”, “RockGol” e “15 Minutos”, acredito que a melhor jogada do canal e de seus ex-funcionários, ou finados – como eles mesmos se intitularam - foi não perder o humor.

A exemplo disso, Bento Ribeiro, apresentador do “Furo MTV”, que fez piada o tempo todo. Inclusive, de como estaria daqui há alguns anos, trabalhando na emissora em ruínas. Eu hoje me sinto um pouco órfã e acredito que muitos de vocês também.  
 
Os números não mentem
 
Produzida pelo Grupo Abril, a MTV Brasil nasceu oficialmente em 20 de outubro de 1990, ao meio-dia, através do canal 32 UHF, em São Paulo, e pelo canal 9 – TV Corcovado – no Rio de Janeiro.

Tendo Astrid Fontenelle como sua primeira VJ, a abertura oficial da emissora foi com o clipe "Garota de Ipanema", na voz da cantora Marina Lima, seguido de "Groove is in the Hear", com o trio Deee-Lite, que resumia a tendência criativa do canal.

No início, sua programação era formada por 25% de produção nacional e 75% fornecido pela detentora mundial da marca. Em 2009, a empresa comprou as ações pertencentes a Viacom, passando a ser detentora dos direitos aqui no Brasil.

Já entre as novidades para a época, a MTV Brasil foi a primeira emissora da TV brasileira a transmitir sua programação 24 horas por dia. Nem durante a madrugada o sinal era cortado.

No entanto, nem mesmo o fato de já ter sido apontada como a quinta emissora de TV mais admirada do país, segundo o jornal Meio & Mensagem, foi suficiente para mantê-la de pé. Uma pena!   
 

Tatiana Bruzzi é colunista do NaTelinha e editora dos blogs: www.blogespetaculosas.blogspot.com e www.eueumesmaemeusfilmes.blogspot.com

 

Mais Notícias