Reportar erro
Colunas

O outro lado do Viva a Noite

Redação NT

Publicado em 01/09/2007 às 21:59:02

Bruno Motta
brunomotta@gmail.com

Tudo tem conserto. Era o Vanucci bradando da Jovem Pan que o Viva a Noite tinha que investir mais em musicais. Eu, particularmente, sempre achei que eles tinham que organizar a ZONA que estava o programa - em seus momentos de agonia, acharam que a solução era enfiar os três apresentadores ao mesmo tempo no palco.

Até que trouxeram alguém que resolveu fazer o óbvio: apostar em música e organizar a bagunça. Lógico, apimentar com um pouco de "ousadia" (eufemismo pra nudez feminina) foi um recurso pra garfar uns pontinhos a mais de resultado. Mas mesmo trazendo um certo ranço "apelativo" e um certo ar de re-encarnação de "Sabadão", o novo-velho diretor Magrão retomou a casa e pôs a idéia de volta aos trilhos. Investiu na simpatia de Gil na condução, no passe livre de Bruno Chautebriand na alta roda e na disposição de Supla para as mais diversas loucuras. Resultado? Saltou de média de cinco para oito pontos no Ibope, com picos de 11. Diminui para dois pontos a diferença para o seu maior colocado, e a tendência é crescer ainda um pouco mais. Mas com dois outros dois sábados de menos audiência, o SBT cancelou o programa (junto com vários outros), e neste sábado, SURPRESA! O Viva a Noite ganhou uma segunda (terceira? Quarta?) chance. Talvez o horário ainda não seja dos melhores (18 horas, quase não é noite), mas é justo. O programa é simpático. Ainda assim, tá valendo - afinal, como começamos este texto, tudo tem conserto. Boa sorte, Gil!

No-tititi-nha
Patricia Kogut comentou que o SBT fechou acordo com uma emissora pra trazer o velho telecatch de volta pra tv. O horário previsto seria o de sábado a noite. Será por isso que Silvio manteve "vago" o horário das 22h?


Conheça o colunista em www.brunomotta.zip.net

Bruno Motta é ator, redator de tv, humorista stand up e não dorme antes das três da manhã.

Mais Notícias