Reportar erro
Polêmica

BBB20: Acusado de estupro, Felipe Prior diz que não foi chamado para depor

Defesa de arquiteto explicou que ainda não teve acesso ao inquérito

Felipe Prior BBB20
Felipe Prior do BBB20 - Foto: Reprodução
Redação NT

Publicado em 13/04/2020 às 09:44:00

Felipe Prior, ex-participante do BBB20 que foi acusado de estupro e tentativa de estupro por três mulheres, contou no último domingo (12) que não recebeu intimação para depor sobre os supostos crimes e que sua equipe jurídica está tomando providências legais sobre o caso.

Em nota enviada pela sua assessoria de imprensa, o arquiteto relatou que seus advogados não tiveram acesso ao inquérito policial, que foi instaurado pela 1ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de São Paulo para investigar as denúncias contra o antigo brother.

"Até o presente momento a defesa de Felipe Prior não teve acesso à notícia crime e ao inquérito policial. Felipe Prior não recebeu nenhuma intimação e reafirma a sua inocência à exaustão, eis que nunca praticou qualquer ato de violência sexual contra ninguém. A equipe jurídica de Felipe está tomando todas as medidas cabíveis sobre aqueles que o acusam de qualquer ato que não cometeu”, disse o comunicado à revista Quem.

Maira Pinheiro, representante das mulheres que acusaram Prior, relatou que aguarda as acusações ganharem desdobramentos na Justiça, mas não deu mais detalhes sobre as denúncias.

De acordo com informações da revista Marie Claire, publicadas no dia 03 de abril, a primeira denunciante, Themis (nome fictício para proteger a sua identidade) declarou que ela e uma amiga aceitaram uma carona do arquiteto após uma competição universitária, a InterFAU.

A outra menina ficou em casa e ela teria seguido seu trajeto com Felipe. Em um trecho do percurso, Themis explica que Prior parou o carro na rua e a teria estuprado, chegando a lhe machucar pela brutalidade da ação.

O segundo caso envolveu a estudante Freya, mais um pseudônimo criado para proteger a denunciante, mas essa não teria sido estuprada, pois afirma que conseguiu fugir. A moça relata que o ex-brother teria tentado se aproveitar do seu estado de embriaguez, forçando um ato sexual sem preservativo.

A terceira denunciante também o acusa de estupro. Ísis contou que o caso teria ocorrido em 2018, também em jogos universitários. Os dois teriam começado a ter uma relação sexual de maneira consentida, mas ela diz que Prior passou a agir de maneira agressiva e não parou quando ela pediu.

Felipe Prior se defendeu

BBB20: Acusado de estupro, Felipe Prior diz que não foi chamado para depor

Através da sua conta do Instagram, poucas horas depois da denúncia repercutir nas redes social, Felipe Prior se defendeu e afirmou que não cometeu nenhum crime.

“Ontem cheguei em casa e recebi todo o carinho dos meus fãs e da minha família, que é muito importante pra mim. Estou muito chateado, muito chateado mesmo. Desconheço de todos os fatos apresentados, nunca cometi nenhuma violência sexual com ninguém, sou inocente. Sou inocente! O que me deixa mais chateado é que, depois que entrei na casa, as pessoas apresentaram uma denúncia pesada contra mim”, declarou.

Mais Notícias