Polêmica

Padre pede que cristãos boicotem o BBB20: "Programa do mal"

Reality show estreia nesta terça (21)

Padre pede que cristãos boicotem o BBB20:
Padre crítica conteúdo do BBB20

Publicado em 21/01/2020 às 11:49:00 ,
atualizado em 21/01/2020 às 11:51:03

Por: Redação NT

O BBB20 ainda nem estreou e já está sofrendo boicote de um grupo de religiosos. O padre Sérgio Luiz, da Paróquia Nossa Senhora da Glória, em Juiz de Fora, Minas Gerais, orientou os fiéis da Igreja Católica a não acompanharem o reality show da Globo que estreia sua nova edição nesta terça-feira (21).

“Nós, cristãos, não podemos dar Ibope para esse programa do mal. E digo mais: vejo como pecado grave assistir a esse programa”, afirmou o pároco em um artigo publicado no site da igreja onde atua. Já no Facebook, o padre compartilhou o texto e avisou: "Sei que com essas linhas não agradarei a muitos... Mas não sou sacerdote só para agradar pessoas e sim para salvar almas, ainda que de início muitos não concordem.

De acordo com o religioso, o Big Brother Brasil está entrando nas casas das pessoas e destruindo muitos casamentos, a juventude, adolescência e crianças por causa do seu conteúdo que explora a sexualidade, trata com normalidade festas cheias de bebidas alcoólica e sexo sem compromisso, além de estimular a ganância.

“Um programa que tem dessacralizado o que nós, cristãos católicos, temos como ‘lugar sagrado’ que é o confessionário. Nós usamos o confessionário para recebermos o perdão de Deus através do sacramento da Reconciliação, nos arrependendo de nossos pecados e nos unindo a Deus, a Igreja e aos irmãos”, disparou o sacerdote católico.

O padre criticou o conteúdo do programa e afirmou que é vergonhoso saber que há católicos que acompanham o BBB, que ele chama de “mal” e que tenta enfiar goela a dentro situações “preocupantes” do mundo, como dinheiro, fama e sexo.

Por fim, Sérgio fez questão de ressaltar que não é uma pessoa melhor que os diretores do programa, mas garante que precisa alertar os católicos sobre o mal que a atração oferece a sociedade.

Padre Sérgio Luiz faz parte da Paróquia Nossa Senhora da Glória desde fevereiro de 2011. Ele nasceu no dia 18 de julho de 1964 e foi criado numa família tradicionalmente católica.

“Aos 16 anos senti-me chamado ao sacerdócio. Encantaram-me os redentoristas, que conhecia principalmente pela Rádio Aparecida e pelo próprio Santuário Nacional de Aparecida. Pensei em me tornar um redentorista. Quando descobri que São Geraldo era redentorista, tive plena convicção que aquele era meu caminho. A partir daí, tudo se encaminhou”, explicou o padre no perfil do seu site oficial.

BBB20

O BBB20 estreia nesta terça-feira (21) reunindo anônimos e convidados, entre influenciadores digitais, youtubers, cantores, atletas e um ator. Além disso, o diretor Boninho já confirmou que o líder terá mais poderes nesta edição. Além de indicar um brother ao paredão, será o “rei” da semana que decidirá qual grupo ficará na Xepa – que terá os alimentos limitados ao longo da semana, além de não poder frequentar o quarto do líder – e qual ficará na área VIP – o cardápio é mais variado e com regalias.

Os competidores terão acesso a um celular dentro do confinamento, mas o eletroeletrônico não dará acesso ao mundo exterior pelos brothers. O aparelho terá importante função no funcionamento do jogo: ele servirá para mostrar o que acontece dentro do confinamento através do #FeedBBB, uma ferramenta inédita.

Os 18 participantes são: Babu Santana (ator), Gabi Martins (cantora), Boca Rosa (influenciadora digital), Manu Gavassi (atriz e cantora), Mari Gonzalez (influenciadora digital), Rafa Kalimann (influenciadora digital), Pyong Lee (hipnólogo), Petrix Stevan (atleta), Lucas Chumbo (surfista), Felipe, Flayslane, Gizelly, Guilherme, Hadson, Lucas Gallina, Marcela, Thelma e Victor Hugo.

O BBB20 estreia nesta terça-feira (21), logo após a novela Amor de Mãe. A apresentação continuará sob responsabilidade de Tiago Leifert e terá direção geral de Rodrigo Dourado.




publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!