Reportar erro
BBB

Adélia é protegida pela Lei Maria da Penha após ser ameaçada de morte por ex

A agressão começou após o fim da relação; ele não aceitou.

adeliabbb-1802.jpg
Foto: Divulgação
Diego Falcão

Publicado em 18/02/2016 às 11:00:13

Participante do "BBB16", Adélia já foi ameaçada de morte e agredida por um ex-namorado em 2013. O caso continua sendo investigado pela Justiça de São Paulo e chegou a ser relembrado por ela na última quarta-feira (17) no confinamento.
 
A agressão começou após o fim da relação. Ele não aceitou.
 
Na conversa com Matheus e Cacau no reality, a advogada revelou que é protegida pela Lei Maria da Penha.
 
Já em entrevista ao jornal Extra desta quinta-feira (18), Andréia Camilo, irmã de Adélia, relembrou o caso: "Minha irmã estava se recuperando do segundo câncer, dessa vez na tireoide, passando por sessões de radioterapia e quimioterapia, quando tudo isso aconteceu. Um dia, pela manhã, ele ligou pedindo para voltar, e ela não quis. À tarde, ele foi ao escritório dela e quebrou tudo, bateu nela. Falou que ia nos matar". 
 
A irmã de Adélia revelou que eles eram apenas namorados e que agora o rapaz quer metade de tudo o que a advogada tem. "Eles não moravam juntos, na verdade. Não tinham uma união estável. Eram apenas namorados. Adélia fez isso para ajudá-lo. Mas ele foi sacana, não ajudou a construir nada do patrimônio e agora quer metade de tudo", disse Andréia. A participante do "BBB16" é dona de um apartamento nos Estados Unidos, outro no Brasil e dois carros.
 
Ainda na entrevista, a irmã de Adélia teme que o rapaz volte a assombrar a família com a popularidade da sister. "É uma história complicada. A gente quer se defender, mas às vezes a Justiça é morosa. Não sei como vai ser quando minha irmã sair. Já soube que ele, que mora na capital, tem andado por aqui. A gente pensa em se precaver, ter até segurança, inclusive", finalizou.
 
TAGS:
Mais Notícias