Luto

Aos 27 anos, morre filho de José Maria Trindade, repórter da Jovem Pan

Filho de jornalista, Vitor Procópio Trindade foi vítima de acidente de trânsito na última sexta-feira (2) e não resistiu aos ferimentos


 Vitor Procópio Trindade em foto posada como jaleco, estetoscópio, gravata preta
Vitor Procópio Trindade foi homenageado no programa de hoje do Pingo nos Is - Foto: Reprodução
Por Daniele Amorim

Publicado em 06/07/2022 às 19:32:00,
atualizado em 06/07/2022 às 19:32:21

Morreu, nesta quarta-feira (6), o filho mais novo do repórterJosé Maria Trindade, da Jovem Pan.  Vitor Procópio Trindade tinha  27 anos e era médico da SAMU, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência. 

Na semana passada, José Vitor sofreu um acidente de trânsito no horário de trabalho. A ambulância que ele estava atingiu um caminhão na rodovia BR-060 após voltar do resgate de um paciente. As informações são do colunista Fefifo, do UOL. 

O médico estava internado em estado grave nos últimos três dias, mas não resistiu aos ferimentos. Hoje foi constatado a morte cerebral. 

Aos 27 anos, morre filho de repórter da Jovem Pan

José Maria Trindade na Jovem Pan

Comentarista político, o jornalista está na equipe do Pingo nos Is e escreve sobre poder e os bastidores de Brasília. No início do programa de hoje, inclusive, os colegas mandaram uma mensagem para José Maria Trindade.

"Hoje é um dia de muita tristeza para nós porque morreu nesta quarta-feira, Vitor Prócopio Trindade. Ele era médico, se formou em abril de 2020, e trabalhava como socorrista no SAMU. [...] Ficam aqui nossas condolências e profundo pesar", disse o apresentador Vitor Brown, visivelmente emocionado. 

"Hoje é um daqueles dias que somos marcados pelas piores injunções da profissão. Dar uma notícia dessas e, sobretudo, comentá-la. Uma das marcas desse programa é que não somos apenas companheiro  de trabalhos, nós somos amigos. [...] Zé Maria é meu compadre. Ele falava do maior orgulho que tinha do filho socorrista. Essa profissão é típica de quem pensa em salvar vidas. Mal terminou o curso e trabalhava na linha de frente de combate à pandemia. Menino muito corajoso, boa gente, e mineiríssimo simpático. O que podemos desejar é toda força ao Zé. ele é bastante religioso e que isso o ajude muito a se recuperar. Esse menino que viveu tão pouco, viveu luminosamente que não será esquecido", finalizou Augusto Nunes, que também participa do programa.

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do Telegram.

Participe do grupo
Mais Notícias