Reportar erro
Polêmicas

Sexo no ar e animal confinado: As práticas comuns do BBB1 abolidas atualmente

Direção do reality show mudou muita coisa desde que o programa foi lançado

Cadela Moly no BBB1; Marisa Orth apresentando o BBB1
As práticas comuns do BBB1 abolidas atualmente - Foto: Reprodução
Thomaz Rocha

Publicado em 12/07/2021 às 07:01:00

Nesta terça-feira (13) vai ao ar a final do BBB1 no Canal Viva, com a vitória inesquecível de Kleber Bambam, primeiro campeão da história do reality, embolsando R$ 500 mil como prêmio do primeiro lugar. Ao longo de 64 episódios, a reapresentação do Big Brother Brasil mostrou ao público a busca da Globo por um formato que encantasse o país.

Naquela época, não se sabia o fenômeno que o reality show se tornaria ao longo dos anos e, muito menos que haveria, até o momento, 21 edições do programa. Nesse longo período, a direção do BBB se empenhou em adaptar estratégias de programação e da dinâmica do jogo ao modo brasileiro, já que a versão original vem do mercado internacional.

Na reprise do Canal Viva, os telespectadores relembraram como o programa era apresentado naquela época, as provas e outros detalhes que não são mais usados na atualmente. Confira as práticas que eram usadas e que foram abolidas ao longo do tempo no Big Brother Brasil.

Dois apresentadores

 Sexo no ar e animal confinado: As práticas comuns do BBB1 abolidas atualmente
Pedro Bial e Marisa Orth durante a apresentação do BBB1 - Foto: Reprodução

Em suas primeiras semanas, o BBB1 foi apresentador por Pedro Bial, que ficou por 16 anos à frente da atração, e Marisa Orth. Mas o que deveria ser uma dinâmica bem humorada e amistosa entre os animadores e participantes acabou em tragédia grega.

Enquanto Bial se esforçou para dar um tom mais equilibrado ao programa, Marisa cometeu uma gafe atrás de outra no ao vivo. No ápice da confusão, a atriz acabou revelando o voto do primeiro líder do programa, Sérgio, antes mesmo do gringo contar em quem mandaria para o paredão. Climão!

Com o passar dos dias, a participação de Marisa foi diminuindo até ela aparecer no ar em apenas três minutos nos programas de sexta-feira, num jogo de perguntas e respostas gravado com os participantes. A partir do BBB2, Pedro Bial assumiu o programa sozinho. Hoje, Tiago Leifert também comanda a casa solitário.

Dinâmica da votação

 Sexo no ar e animal confinado: As práticas comuns do BBB1 abolidas atualmente
Kleber Bambam na votação gravada do BBB1 - Foto: Reprodução

Na primeira edição do BBB, o líder mandava alguém direto para o paredão aos sábados e não aos domingos, como de costume. No programa ao vivo do final de semana, Bial perguntava quem o líder queria eliminar e a justificativa.

Já os votos da casa eram apresentados no domingo, contudo não era ao vivo. Eles entravam no confessionário durante o dia e justificava seu voto. No programa da noite, era revelado em quem os confinados votaram. Nas temporadas contemporâneas, tanto o voto do líder, quanto da casa, são decididos no domingo, ao vivo. As provas do líder também eram gravadas na quinta-feira, e não transmitidas na hora como hoje.

Percentual de eliminação e prova da comida

 Sexo no ar e animal confinado: As práticas comuns do BBB1 abolidas atualmente
Os participantes sabiam com quanto cada colega era eliminado - Foto: Reprodução

Hoje, a cada eliminação, o percentual de votos do participante excluído aparece na tela para o público, sem os confinados ficarem sabendo. Em 2002, todo mundo sabia com quanto que o coleguinha saiu, podendo fazer uma avaliação sobre como o jogo está sendo visto pelo público.

Já na extinta prova da comida, os participantes tinham que suar a camisa para conquistar os mantimentos da semana. Na última edição, os participantes se dividiram entre grupo VIP, em que há regalias e comidas especiais, e na Xepa, grupo que tinham coisas básicas para sobrevivência e carnes menos nobres, como fígado e rabada.

Animais confinados e sexualização

 imagem-texto
Caetano cuidava da cadela Moly no BBB1 - Foto: Reprodução

Quem viu a reprise do BBB1 no Viva, percebeu que muitos animais participaram de algum momento do confinamento. O primeiro bicho que apareceu foi a cadela Moly, escolhida pelo público através de votação. Mas a cachorrinha não demorou muito no programa, já que os participantes não cuidavam direito dela. A produção tratou logo de tirar o animal da casa.

Apesar disso, uma vaca apareceu na festa mineira e vários coelhinhos de verdade pintaram na grama do jardim para celebrar a Páscoa. Hoje em dia, bichos não são vistos no confinamento do BBB. Outra prática controversa daquela época era a sexualização do corpo feminino.

Por várias vezes, câmeras focavam em bustos, bumbum e corpo das participantes e registravam papos sobre sexo, além de relações debaixo do edredom. Em duas ocasiões, inclusive, foi ao ar no programa o momento em que Alessandra (Leka) se descuidou e deixou os seios à mostra. Atualmente, a Globo tem mais cuidado e aboliu a sexualização do corpo feminino da edição que vai para a TV.



Mais Notícias