Reportar erro
Exclusivo

Criador do Balanço Geral deixará de apresentar programa após 24 anos

Jornalista de 73 anos passará a comentar em programas da Record na Bahia

Raimundo Varela apresenta o Balanço Geral
Raimundo Varela
Gabriel Vaquer

Publicado em 17/02/2021 às 07:15:28,
atualizado em 17/02/2021 às 10:08:19

Criador do programa Balanço Geral em 1981 e apresentador do programa na Record desde que a emissora chegou na Bahia em 1997, o jornalista Raimundo Varela, 73, deixará de ancorar a atração que virou uma franquia na hora do almoço em todo país a partir de 2007. Com 73 anos, Varela passará a ser um comentarista em programas populares da emissora.

Por contenção de gastos causada pela pandemia do novo coronavírus, a Record TV Itapoan decidiu tirar do ar o Balanço Geral Manhã, que Varela apresentava desde 2011. Antes, ele ancorou a versão do meio-dia que virou um clássico, mas foi preterido por causa da briga pela audiência contra a Globo. Não existe expectativa de um retorno no curto prazo.

Em seu lugar, a emissora vai aumentar o tempo do Bahia no Ar, de Jéssica Smetak. A filiada da Record na Bahia vive momentos ruins pelo faturamento bem mais baixo que o normal pela recessão da Covid-19 e teve que fazer cortes.

No mês passado, a emissora encerrou o telejornal BA Record e demitiu a jornalista Laís Cavalcante, que apresentava o noturno. Para tapar o tempo local, aumentou a duração do policial Cidade Alerta Bahia. É esse mesmo processo que aconteceu com o Balanço Geral Manhã.

A história de Raimundo Varela

Raimundo Varela criou o Balanço Geral em 1981 juntamente com o jornalista Fernando José. Ambos apresentaram o programa durante os anos 80. O sucesso foi tão grande que José chegou a ser prefeito de Salvador entre 1989 e 1993 Na época, a TV Itapoan, hoje Record TV Itapoan era afiliada do SBT. Em 1990, Varela deixou a Record e assumiu um programa na Band local com grande audiência.

Em 1997, quando a Record comprou a TV Itapoan e mudou seu sinal, a emissora recontratou Raimundo Varela e reviveu o Balanço Geral no formato que ficou conhecido: com prestação de serviço, pautas sociais, jornalismo, assistencialismo e humor. Por muitos anos, Varela teve o programa de maior audiência fora da Globo em todo o país, chegando a marcar médias na casa dos 27 pontos de Ibope na capital baiana.

Mais Notícias