Reportar erro
Exclusivo

Sem cinema, Maurício Manfrini lança filme com Carlos Alberto no streaming

No Gogó do Paulinho chega ao Amazon Prime Video em 19 de novembro

Maurício Manfrini e Carlos Alberto de Nóbrega nos bastidores do filme No Gogó do Paulinho
Maurício Manfrini e Carlos Alberto de Nóbrega nos bastidores do filme No Gogó do Paulinho - Foto: Divulgação/Camisa Listrada Filmes
Paulo Pacheco

Publicado em 09/11/2020 às 06:00:01

A pandemia de coronavírus freou os projetos de Maurício Manfrini, após ter vivido em 2019 o melhor ano da carreira, embalado pelo sucesso em A Praça É Nossa (SBT) e O Dono do Lar (Multishow), além do recorde de Os Farofeiros (filme mais visto na Globo). Prestes a retomar a rotina intensa de trabalhos em 2021, o humorista se adaptou à nova realidade e decidiu lançar No Gogó do Paulinho, filme sobre Paulinho Gogó, no streaming.

A história do principal personagem de Manfrini não irá mais para o cinema. A partir do dia 19, será oferecido pelo Amazon Prime Video. Apesar da frustração por não poder repetir o ótimo desempenho de Os Farofeiros (2,6 milhões de espectadores, terceira maior bilheteria nacional de 2018), o ator considera a estreia no streaming positiva, principalmente porque o coronavírus poderia tirar a comédia de cartaz. 

"Já tínhamos divulgado o lançamento para 9 de março. Estrategicamente, mudaram para 16 de abril para não concorrer com alguns filmes de Hollywood. Se tivesse sido em 9 de março, o projeto iria para o ralo, porque dois dias depois houve a paralisação total", avalia Manfrini em entrevista exclusiva ao NaTelinha.

O intérprete de Paulinho Gogó acredita que poderá atingir um público ainda maior no streaming. O filme também será dublado em inglês e espanhol e entrará no catálogo internacional do Amazon Prime Video.

"Graças a Deus, vai para uns 200 países. Perdi de um lado e ganhei do outro. Paulinho Gogó mundialmente e agora em três idiomas, português, inglês e espanhol! O legal é que ele não fala nenhum dos três (risos)! Já estão dublando. Nunca imaginei, achei divertido. Fico com pena do tradutor que vai precisar traduzir 'chorar no branquinho' e 'bater virilha'", brinca Manfrini, citando os trocadilhos sexuais de seu personagem.

Paulinho Gogó lança filme com Carlos Alberto e fala da Globo

Roberto Santucci, diretor de No Gogó do Paulinho, com Maurício Manfrini e Carlos Alberto de Nóbrega - Foto: Divulgação/Camisa Listrada 

Carlos Alberto de Nóbrega madrugou para filmar

Rodado antes da saída de Manfrini de A Praça É Nossa, No Gogó do Paulinho terá grande parte do elenco do humorístico do SBT, como Saulo Laranjeira, Marlei Cevada e Giovani Braz. A participação mais ilustre estará no "velho e querido banco". Carlos Alberto de Nóbrega, fã declarado de Paulinho Gogó, topou acordar de madrugada para aceitar o convite de seu "fechamento".

"Quando chamamos o Carlos Alberto para o filme, eu já tinha falado: 'Tem que marcar à tarde', porque ele só acorda tarde. O diretor, Roberto Santucci, percebeu que a cena era bem forte, marcante, e precisava de uma luz natural, com o sol nascendo. Liguei para o Carlos, e ele perguntou: 'Que horas? Lá pelas duas da tarde?'. Respondi: 'Um pouquinho antes'. Ele: 'Então está bom, às 11h é perfeito, porque eu acordo às nove!'. Falei: 'Não, Carlos, é bem mais cedo', e passei a bola para o diretor, que explicou tecnicamente como a cena deveria ser: 'O senhor chegaria umas 5h30?'. Na hora, pensei que o Carlos iria reclamar, mas não aconteceu. Ele chegou às 5h30 muito bem-humorado, simpaticíssimo, brincando com todos. Gravamos de primeira, quando o sol começou a brotar. Quando terminou, ele avisou: 'Vou voltar para dormir'. Ele, mais uma vez, foi muito generoso comigo", elogia.

Paulinho Gogó lança filme com Carlos Alberto e fala da Globo

Cacau Protásio como Nega Juju no filme No Gogó do Paulinho - Foto: Divulgação/Camisa Listrada Filmes

Multishow e Globo

Há dois anos, Manfrini emenda trabalhos no cinema e na TV com Cacau Protásio. Após Os Farofeiros, a atriz dará vida à famosa Nega Juju das histórias contadas por Paulinho Gogó. No Multishow, os dois contracenarão na oitava temporada de Vai Que Cola, que estreia em 30 de novembro (ele, como o porteiro Bebeto, tentará conquistar Terezinha).

"A escolha foi certeira. O universo conspirou, encaixou as coisas certinho. Em Os Farofeiros, tivemos uma química muito grande, nos divertimos muito, parecia que a gente se conhecia há anos. Ela se tornou minha amiga particular, vem aqui em casa, virei amigo do marido dela [Janderson Pires]. Não largamos mais. Muitas pessoas imaginavam a Cacau como a Nega Juju, mas confesso que não sabia porque há pessoas que a imaginam alta ou baixa, com cabelo curto ou black power", diz Manfrini.

Para 2021, Manfrini rodará mais dois longas (entre eles a sequência de Os Farofeiros) e a quarta temporada de O Dono do Lar. Sobre o retorno à TV aberta, apesar do desejo da Globo de reformular a programação de humor, o ator diz que não foi procurado pela emissora.

"Nunca pensei nessa possibilidade. Estou empenhado nos trabalhos que faço no Multishow, onde estou desde 2018 autorizado pelo Carlos Alberto e pela direção do SBT. Já me colocaram na nova Escolinha do Professor Raimundo sendo que tinha feito a antiga. Não tenho essa preocupação. Se houver [proposta], vou analisar, claro. Daqui a pouco pode não ter mais nenhum programa de humor na TV, as coisas mudam", pondera.



Mais Notícias