Reportar erro
Exclusivo

PT tenta convencer Globo a manter debate eleitoral e envia proposta

Partido sugeriu que emissora convide 10 candidatos para o evento

Foto montagem do PT e da Globo
PT enviou uma carta para a Globo - Foto: Montagem
Naian Lucas

Publicado em 04/10/2020 às 09:33:00

Os candidatos às prefeituras das principais capitais do país tentam convencer a Globo a mudar de ideia e permitir a participação de mais do que os quatro primeiros colocados nas pesquisas eleitorais nos debates. Nessa última semana, o Partido dos Trabalhadores (PT) de São Paulo enviou uma carta para a direção de jornalismo da emissora com sugestões para que sejam convidados 10 postulantes ao cargo de chefe do executivo. As campanhas entendem que o encontro promovido pelo canal é o mais importante durante a disputa.

Conforme apurou o NaTelinha, após a Globo anunciar que não poderia contar com muitos candidatos no estúdio em respeito a protocolo adotado para evitar o contágio do novo coronavírus, os concorrentes rapidamente procuraram a emissora para demovê-la da ideia de ter um número restrito na atração.

Na semana passada, o PT enviou uma carta para a direção de jornalismo da Globo em São Paulo sugerindo que 10 postulantes participem do debate sem a presença de nenhum assessor. A sigla, através do seu secretário de comunicação, Aparecido Luiz da Silva, ressaltou a importância do encontro.

“Conforme informamos anteriormente, o Partido dos Trabalhadores se opõe a realização de qualquer debate que limite a participação de candidatos em desrespeito à legislação eleitoral vigente. Em nossa última conversa e nos documentos emitidos pela Globo, o limite proposto é de quatro candidatos entre os melhores posicionados na pesquisa”, comentou.

“Perguntei ao Jorge Zappia o número de assessores que poderiam acompanhar cada um dos quatro candidatos no estúdio, ele disse que no mínimo dois. Ponderei que seriam então, contando com os candidatos 12 pessoas e, sendo assim, sugeri por telefone e agora através desta carta que a emissora faça o debate apenas com os 10 candidatos e sem a presença dos assessores. Assim realizaríamos um debate mais democrático e tão necessário para o momento político que se apresenta”, concluiu o PT.

Procurada pelo NaTelinha, a assessoria de comunicação da Globo não se pronunciou até o fechamento da matéria. Caso haja resposta, o texto será atualizado.

Mudança no debate eleitoral da Globo

PT tenta convencer Globo a manter debate eleitoral e envia proposta; conheça

No primeiro turno, a Globo costuma convidar de seis a oito candidatos, mas ela surpreendeu ao informar que só faria o debate se todas as campanhas aceitassem apenas a presença dos quatro primeiros colocados nas pesquisas.

“Para se ter uma ideia, com 10 candidatos, considerando que cada um possa ser acompanhado de apenas dois assessores (no passado esse número era superior a dez), haveria 30 pessoas ligadas às campanhas no estúdio num debate de primeiro turno. Acrescentando a equipe da Globo minimamente necessária para realizar o evento com qualidade, esse número supera 200 pessoas, incluindo jornalistas, câmeras, produtores, profissionais da sala de controle técnico, tecnologia, comunicação, operações e segurança (num debate normal, com plateia e convidados, é o dobro disso). Não há protocolo sanitário que garanta a saúde aos profissionais da Globo e aos candidatos”, explicou a emissora em nota enviada à imprensa.

Claro que a informação não foi bem digerida pelos candidatos e chegaram a afirmar que tal atitude ia na contramão da democracia. “Essa postura fere, em primeiro lugar, o princípio da democracia. Há, inclusive, legislação sobre isso. A Lei Eleitoral dá paridade, igualdade de condições a todos os candidatos”, declarou Arthur do Val, candidato a prefeito de SP pelo Patriota, ao NaTelinha.

“As concessões de TV cumprem um papel de fundamental importância para a vida democrática do País. É possível realizar debates tomando todas as precauções sanitárias”, afirmou Guilherme Boulos, candidato a prefeito de SP pelo PSOL.

Debate eleitoral

O calendário dos debates eleitorais já foi definido e os candidatos se organizam para apresentarem suas propostas ao público. A Band foi quem deu o pontapé inicial e o encontro dos postulantes às prefeituras aconteceu na última quinta-feira (1°), também com reclamações de alguns concorrentes em relação às regras.

A Globo exibirá os seus debates no dia 12 de novembro, logo após a novela das 21h. Se os partidos não entrarem em acordo, a emissora irá cancelar a transmissão e apenas reunirá os candidatos no segundo turno. As eleições municipais estão marcadas para ocorrer no dia 15 de novembro.

Mais Notícias