Fenômenos

De Dragon Ball a Três Espiões Demais: Sete desenhos que bombaram na TV Globinho

TV Globinho deixou a programação da Globo há cinco anos

De Dragon Ball a Três Espiões Demais: Sete desenhos que bombaram na TV Globinho
Digimon, Yu-Gi-oh e Dragon Ball marcaram época nas manhãs da Globo

Publicado em 01/08/2020 às 12:36:27

Por: Thiago Forato

Fora da grade de programação da Globo há exatos cinco anos, a TV Globinho foi um marco na emissora. Criado para combater os desenhos no SBT na mesma moeda, vários explodiram em audiência no infantil, virando mania entre crianças e adolescentes.

No início dos anos 2000, a TV Globinho viveu seu auge, colocando a emissora na briga pelo primeiro lugar de vez, principalmente depois da febre de Pokémon e do farto pacote de desenhos que a Warner e Disney fornecia ao SBT.

Relembre cinco desenhos da TV Globinho que ditaram tendência e se transforaram em grandes sucessos:

Digimon

"Digimon, digitais, Digimon são campeões!". É assim que começava a música do anime "Digimon", cantada pela apresentadora Angélica, com o objetivo de salvar a audiência de Angel Mix. E conseguiu.

Ainda que para muitos o desenho fosse uma imitação de Pokemón, o fato é que ele caiu no gosto popular e colocou a Globo no radar dos pequenos naquela época, que preferiam ver os desenhos Warner e Disney no SBT, ou simplesmente o fenômeno Pokemón, na Record.

Posteriormente, o desenho também fez parte da TV Globinho. Tazos, cartas dentro de salgadinhos foram lançados com grande êxito.

Caverna do Dragão

Sim, é verdade que o desenho que caiu nas graças do público brasileiro foi um fenômeno na década de 1980, mas muitas crianças só conheceram a produção no início dos anos 2000.

Cancelado e sem final, Caverna do Dragão contrava a história de seis crianças que tentavam voltar ao seu mundo depois de chegarem ao Reino de Dungeos & Dragons em um passeio de montanha russa.

Luluzinha

Clássico. Quem não se lembra de Aninha, Carequinha, Juca e Glória?

Transmitida por muito tempo nas manhãs da Globo, já havia feito sucesso no SBT e também na televisão por assinatura. As aventuras de Luluzinha e Bolinha conquistaram o público.

Dragon Ball / Dragon Ball Z

Entre o final da década de 90 e início dos anos 2000, a Band e o SBT chegaram a exibir Dragon Ball com aberturas que ficaram eternizadas pelos fãs, mas o grande "boom" aconteceu na Globo, em 2001.

A emissora carioca já tinha descoberto a poderosa arma que poderia usar: desenhos japoneses, que já tinham feito a cabeça da molecada anteriormente.

Dragon Ball Z, levado ao ar a partir de 2001, dominou as manhãs da Globo com altos índices de audiência, alavancando a TV Globinho e a linha de produtos licenciados.

Yu-Gi-Oh

O desenho Yu-Gi-Oh desembarcou no Brasil no verão de 2003 na extinta e rapidamente caiu na boca da molecada e dos marmanjos de plantão. A primeira produção japonesa foi ao ar na Terra do Sol Nascente em 1998, mas a versão que consumimos, juntamente com o resto do Ocidente, foi a de 2000.

Com um jogo de cartas complexo, Yu-Gi-Oh não demorou muito tempo para se tornar uma febre. Decks foram lançados e há campeonatos deste game até hoje pelo Brasil, com regras impostas pela Konami.

O barulho foi tão grande que o apresentador Gilberto Barros, na época com o Boa Noite Brasil na Band, bradava que isso "era coisa do Demônio" e chamou vários especialistas para discutir o assunto.

A Globo ficou impossibilitada de continuar exibindo o anime em 2004, pois o Ministério da Justiça reclassificou a produção como inadequada para menores de 12 anos. Ou seja, só poderia ser exibido após às 20h.

Os Padrinhos Mágicos

Sucesso até pouco tempo atrás na Nickelodeon, Os Padrinhos Mágicos foi exibido pela TV Globinho foi exibido pela emissora por anos.

O desenho narra a história de Timmy Turner, um garoto de 10 anos que possui duas fadas madrinhas chamadas Cosmo e Wanda, que realizam qualquer desejo.

O primeiro é um pouco atrapalhado, enquanto ela é mais sensata e madura, fazendo com que os desejos de Timmy sempre fossem atendidos, mas de uma maneira um pouco inusitada.

A produção contou com 10 temporadas divididos em 161 episódios.

Três Espiãs Demais

Um dos desenhos mais populares do infantil, a série francesa acompanhava três adolescentes que dividiam sua rotina com o trabalho de agentes secretas.

Todo episódio começava com uma pequena amostra de um crime acontecendo em algum lugar do mundo, e em seguida, Sam, Clover e Alex vivendo de maneira tranquila em Beverly Hills, até serem convocadas para uma missão.

O desenho teve seis temporadas e 156 episódios.






Siga o NaTelinha nas redes sociais


Reportar erro

LEIA TAMBÉM

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!