Foragido

Amigos de assassino do ator Rafael Miguel detalham como ele fugiu da polícia

Paulo Cupertino é suspeito de matar o jovem e seus pais e continua sumido

Amigos de assassino do ator Rafael Miguel detalham como ele fugiu da polícia
Paulo Cupertino e Rafael Miguel - Foto: Montagem/Reprodução

Publicado em 08/06/2020 às 15:43:05 ,
atualizado em 10/06/2020 às 10:45:55

Por: Redação NT

Nesta segunda-feira (08), o programa Balanço Geral SP, da Record, voltou a destacar o caso da morte do ator Rafael Miguel, com entrevistas com amigos do suposto assassino, Paulo Cupertino, que detalham como ele conseguiu fugir da polícia.

De acordo com um dos homens, identificado como Eduardo, Cupertino começou a se movimentar logo após o crime para conseguir desaparecer e não deixar rastros. "Fiz merda. Arruma um advogado para mim. Me arranja 5 mil reais", teria relatado.

Eduardo ainda afirmou que o acusado passou pelas cidades de Sorocaba (SP), Águas de São Pedro (SP), Campinas (SP) e Ponta Porã (MS). Segundo Vanderlei Antunes, outro amigo, Cupertino estava longe de São Paulo poucos dias após cometer o crime, e se locomoveu com a CNH de outra pessoa, que conseguiu por ter "uma rede de amigos que devem favores a ele".

Assassinato de Rafael Miguel e os pais

O ator, que ficou famoso nacionalmente pelo seu papel na novela Chiquititas, do SBT, foi assassinado junto com os pais, João Alcisio Miguel, de 52 anos, e Miriam Selma Miguel, de 50, em junho de 2019.

Na ocasião, eles estavam dando uma carona para Isabela Tibcherani, namorada de Rafael, até sua casa. Ao chegarem, Paulo Cupertino Matias, pai da jovem, teria se aproximado e efetuado vários disparos, levando os três ao óbito.

Rafael foi alvo de sete balas (uma na cabeça, uma no peito, três nas costas e duas no braço esquerdo). O pai foi atingido por quatro vezes (um tiro no peito, dois o braço esquerdo e um no braço direito) e a mãe duas vezes (um tiro no peito e um no ombro).

E o que teria motivado isso seria o fato de Cupertino não aprovar o namoro da filha com o ator. O caso gerou uma grande comoção nas redes sociais e o perfil de Isabela cresceu rapidamente, onde ela postou vários textos falando sobre o relacionamento.

publicidade




LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!