Brasil Urgente

Datena insinua que repórter quer ser demitido por mensagem subliminar

Apresentador pediu para jornalista apostar na Mega-Sena ao vivo

Datena insinua que repórter quer ser demitido por mensagem subliminar
O apresentador José Luiz Datena e o repórter Felipe Garraffa no Brasil Urgente

Publicado em 29/05/2020 às 20:17:37

Por: Paulo Pacheco

José Luiz Datena pentelhou o repórter Felipe Garraffa no Brasil Urgente desta sexta-feira (29). O apresentador disse que o colega havia “reclamado” da verba da emissora ao pedir um táxi e oferecer uma gorjeta baixa ao motorista. Em seguida, ele apostou na Mega-Sena com números sugeridos pelo jornalista no estúdio da Band.

Durante o programa, Garraffa entrevistou o taxista enquanto ele o levava até o terminal de metrô e ônibus da Barra Funda, em São Paulo, a oito quilômetros da sede da emissora, no Morumbi. "Ele entrou às 6h para trabalhar e estava até agora na rua. E a maior viagem foi com a nossa equipe, em que ele conseguiu faturar R$ 45, Datena”, afirmou o repórter.

“Você pagou quanto para ele?”, indagou o apresentador. "Paguei 50 reais, dei um chorrinho a mais para ele”, respondeu o jornalista. Datena não se conformou: "Ah, vai ser miserável assim no raio que o parta!”. Garraffa explicou: "Era o que tinha da verba”.

Datena, então, passou a provocar o colega: "Ah, você está reclamando da verba, é isso?”. O repórter tentou corrigir a saia-justa: "Não, de forma alguma. Muito pelo contrário”. O titular do Brasil Urgente, não satisfeito, “entregou” o jornalista para a chefe de produção, Andressa Guaraná.

"Andressa, o cara está reclamando da verba aqui!  O Garraffa, que inicia a sua carreira e provavelmente termina sua carreira hoje, reclama violentamente no ar da verba que ele recebeu”, brincou.

Logo depois, Garraffa sugeriu apostar na Mega-Sena, acumulada em R$ 38 milhões, em uma casa lotérica localizada dentro do terminal rodoviário, e Datena sugeriu os seguintes números, com ajuda da equipe do Brasil Urgente: 6-14-15-17-21-34.

Com o volante da Mega-Sena em mãos, o repórter quis mostrar o nome sugestivo da casa lotérica: “Adeus Patrão”, e foi mais uma vez alvo das gozações de Datena.

“Adeus Patrão! Garraffa, você está querendo perder o emprego mesmo, hein? Você está perguntando para mim se eu gosto do nome da lotérica? Você perdeu uma grande oportunidade de ficar quieto no fim do programa”, disse o apresentador.

“Eu acho que vou me despedir agora”, disse o repórter, em tom constrangido. “Você já estava na berlinda”, brincou o titular do Brasil Urgente.

publicidade




LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!