Reportar erro
Polêmica

Érico Brás culpa preconceito pelo fracasso do Se Joga: "Não entendia"

Apresentador afirmou que programa foi a maior pressão da sua vida

Érico Brás
Érico Brás é apresentador do Se Joga - Foto: Divulgação
Redação NT

Publicado em 27/05/2020 às 10:05:00

Érico Brás, apresentador do Se Joga, analisou os motivos que fizeram o programa não cair no gosto popular e ter baixa audiência na Globo. Em entrevista a Fábio Porchat por meio de live feita na última terça-feira (27), o comunicador comentou que há muito preconceito nas redes sociais contra ele, Fabiana Karla e Fernanda Gentil, o que contribuiu para o insucesso da atração.

“Nós três temos autocobrança e isso depois fui olhar que era pela diversidade do programa. Tinha eu, o negro, tinha a gordinha nordestina e a jornalista casada com uma mulher. As cobranças em cima das três imagens nas redes sociais vinham forte. Diziam para tirar um e deixar só dois, diziam que o sotaque era pesado, não criticavam o formato”, disparou.

Ele garantiu que não compreendeu os motivos que fizeram a atração fracassar no Ibope e relembrou as críticas que recebeu antes da estreia. “Eu não entendia. Que povo miserável que está falando mal antes mesmo de ver o programa. A gente estreou, perdemos em algumas cidades, em São Paulo perdendo e perdendo. Então ganhávamos uma. Mas no resto do Brasil o pessoal gostava”.

Érico trabalhou muito tempo como ator e confessou para Porchat que tinha o desejo de ser apresentador. Ao ter a oportunidade de comandar o Se Joga, Brás admitiu que viveu a maior responsabilidade profissional.

“Foi a maior pressão da minha carreira com certeza. Era algo que eu nunca tinha feito. Meu olhar era de menino olhando para aquilo e dizendo que eu sabia fazer, só que quando ligava a câmera era pressão”, contou.

Possível fim do Se Joga

Érico Brás culpa preconceito pelo fracasso do Se Joga: \"Não entendia\"

Nos bastidores da emissora, uma parte da equipe do programa foi realocada e alguns já se despedem dos colegas de produção em grupos de WhatsApp. A emissora nega o fim do Se Joga, porém, o NaTelinha apurou que ela já pensa numa nova atração para substituí-lo na programação vespertina.

No dia 17 de maio, em uma live do portal Bahia Notícias, Paulo Vieira informou que a atração havia acabado. "O programa (Se Joga) não volta. Acho que essa notícia já foi dada. Não volta, pelo menos já me deram o tchau", contou o humorista.

A Globo justificou a afirmação de Paulo Vieira da seguinte forma: "Na verdade, o Paulo quis dizer que o quadro [Isso é Muito Minha Vida] dele no Se Joga se encerrou (na verdade, já havia sido encerrado antes da pandemia). O programa, assim como o Mais Você, não tem previsão de retorno à grade, diante do atual cenário de saúde pública". O NaTelinha apurou que a declaração do comediante gerou um desconforto entre os apresentadores do vespertino.

Em março, o Se Joga saiu do ar junto ao Encontro com Fátima Bernardes. A Globo ampliou o tempo dedicado ao jornalismo para a cobertura da pandemia da Covid-19 e os números cresceram no período da tarde. O Jornal Hoje tem tido índices que giram entre 14 e 16 pontos, quase o dobro do programa vespertino. A emissora ainda não anunciou planos de retomar a atração, ainda que o programa de Fátima já tenha voltado ao ar.

Mais Notícias