Reportar erro
Mamães

Angélica emociona Ana Furtado com carta para a filha: "Não é fácil ser mulher"

Depoimento da loira para a estreia do Cartas para Eva foi exibido no É de Casa

Ana Furtado se emocionou com trecho de Cartas para Eva, programa de Angélica que estreia no GNT no Dia das Mães
Ana Furtado conteve as lágrimas após carta de Angélica direcionada à filha, Eva - Fotos: Reprodução/Globo
Redação NT

Publicado em 09/05/2020 às 16:15:00

Ana Furtado se emocionou com um trecho de Cartas para Eva, atração do GNT comandada por Angélica, exibido no É de Casa deste sábado (9), na Globo. O programa, que estreia neste Dia das Mães, traz mensagens da esposa de Luciano Huck à filha caçula, em que reflete sobre temas como o machismo e a discriminação da mulher.

As cenas exibidas pelo É de Casa trazem um depoimento, narrado por Angélica em primeira pessoa, sobre a expectativa para o futuro da filha Eva. Entre outras reflexões, a loira fala sobre o preconceito contra a mulher e o momento de insegurança causado pela pandemia do coronavírus.

"Não é fácil ser mulher no mundo em que a gente vive, Eva. Se você seguir todos os padrões de beleza, vão questionar sua inteligência. Se você quiser ser de outro jeito, vão dizer que você não se cuida. Eles vão falar do tamanho da sua saia, do seu corte de cabelo, de quem você escolhe para estar com você, do excesso de maquiagem, da falta de maquiagem. Eles vão comentar as marcas do seu corpo, dizer que você é gorda demais ou que você está magra demais, ou muito sem graça, ou muito sexualizada", diz um trecho da carta.

O depoimento de Angélica incluiu ainda a sua admiração por duas amigas: a empresária Luiza Helena Trajano, dona da Magazine Luiza, e a cantora Ivete Sangalo, que é mãe de um menino e duas meninas. A estreia do Cartas para Eva, neste domingo (10), contará com entrevistas com as famosas.

Ao término do VT, Ana Furtado se mostrou emocionada, com os olhos marejados. "Nossa, que lindo, Angélica, quanta sensibilidade! Desculpem a minha emoção, mas é inevitável", disse a apresentadora do É de Casa, com a voz embargada.

"Ouvindo a Angélica falar da Eva, é óbvio que eu fico pensando na minha filha, Isabella. Foi muito bacana escutar o que você falou. Eu me emocionei muito e agora estou me recuperando... Acho que todas as mães estão passando um pouco por isso", comentou a apresentadora.

Mais Notícias