Reportar erro
Declaração

Regina Casé ficou doente ao gravar novela: “É muito difícil ser mulher neste país"

Atriz conta que sofreu para compôr as primeiras cenas de Lurdes, de Amor de Mãe

Regina Casé e Faustão
Regina Casé participou do Domingão do Faustão - Foto: Divulgação
Redação NT

Publicado em 08/03/2020 às 19:30:33

Regina Casé contou no Domingão do Faustão deste domingo (08) que ficou doente enquanto gravava as primeiras cenas de Amor de Mãe, novela em que ela interpreta uma das protagonistas, Lurdes. A revelação aconteceu enquanto a atriz lembrava as dificuldades para ser mulher no Brasil e explicava como usou a dor feminina para compor a personagem da novela de Manuela Dias.

Convidada para o quadro Arquivo Confidencial, a atriz e intérprete revelou sobre ter caído doente após ter ido ao ar todos os depoimentos de amigos e familiares, "nas primeiras semanas de Amor de Mãe eu fiquei doente porque eu gravei num hospital de verdade, num presídio de verdade. Não sei se vocês lembram, mas as primeiras cenas eram barra pesada", afirmou.

Durante o primeiro mês de Amor de Mãe, Lurdes apareceu em diversas cenas em hospitais, acompanhando Thelma (Adriana Esteves) e também porque sua nora estava em coma. Ela também teve muitas sequências em presídios para visitar Sandro (Humberto Carrão), que estava preso e quem ela acreditava ser seu filho perdido.

E Regina garantiu que a experiência para compor Lurdes é fruto de toda a experiência carregada ao longo do período em que na carreira de apresentadora. “Eu sempre me senti como atriz, mesmo passando anos como apresentadora eu achava que voltaria a atuar no ‘ano que vem’ e assim foi por muito tempo. Quando eu voltei, fiquei pensando como seria, mas não, foi visitar cada pedaço do Brasil, conhecer cada favela do Brasil que me deu experiência para criar a Lurdes”, confessou.

Regina Casé fala sobre ser mulher

Regina Casé aproveitou a oportunidade para falar sobre as dificuldades que as mulheres sofrem. "Ser mulher é difícil, ser mulher da minha idade", começou a atriz, atualmente com 66 anos, mas mostrou que considera mais difícil ainda para outras. "Eu não sou negra, eu não sou pobre. Se você for colocando camadas, a dificuldade de ser mulher nesse Brasil é muito maior para outras mulheres, muito mais do que pra mim", cravou.

E a intérprete de Lurdes ainda afirmou enxergar mudança no mundo. "O que eu posso fazer é, não ser porta voz porque eu acho que todas essas mulheres estão se empoderando cada vez mais. Eu acho que eu já fui mais porta voz e é com alegria que eu digo que cada vez eu sou menos", encerrou.

Mais Notícias