Audiência

Em Nome da Justiça muda formato, vira ao vivo e bate recorde no Ibope

Programa apresentado por Luiz Bacci passou a ser ao vivo

 Em Nome da Justiça muda formato, vira ao vivo e bate recorde no Ibope
Luiz Bacci e Ilana Casoy no Em Nome da Justiça - Foto: Antonio Chahestian/Divulgação Record TV

Redação NT

Publicado em 28/02 às 13:46:00

O programa Em Nome da Justiça, apresentado por Luiz Bacci, alcançou na última quinta-feira (27) sua maior audiência desde a estreia, que ocorreu no final de janeiro. A atração da Record teve seu formato alterado – passou de gravado para ao vivo – e conseguiu angariar um número maior de telespectadores.

continua depois da publicidade

De acordo com dados consolidados da Kantar Ibope na Grande São Paulo, a produção registrou 7,6 pontos de média e participação de 12,2%. A exibição aconteceu das 22h29 às 23h34 e teve um crescimento de 55% em comparação com o dia 20 de fevereiro, quando a atração marcou 4,9 – seu pior desempenho até aqui.

A Record não conseguiu ocupar a segunda colocação no horário do Em Nome da Justiça, já que o SBT registrou média de 8,8 e a Globo consolidou com 23,6 pontos. Mas o crescimento do programa animou a direção da emissora, pois foi identificado que a mudança do formato surtiu efeito.

continua depois da publicidade

As primeiras quatro edições foram levadas ao ar gravadas e os índices foram caindo semana após semana. Por conta disso, a emissora optou por levar o quinto episódio ao vivo e o resultado acabou sendo com recorde.

Confira o histórico de audiência Em Nome da Justiça:

30/01 – 6,5 pontos de média

06/02 – 6 pontos de média

13/02 – 5,7 pontos de média

20/02 – 4,9 pontos de média

27/02 – 7,6 pontos de média

continua depois da publicidade

Formato Em Nome da Justiça

O programa tem previsão de ter 12 episódios na primeira temporada – cinco já foram ao ar – e reúne crimes que tiveram alta repercussão no Brasil, como a história do comerciante que foi acusado de ser traficante de drogas e o ex-marido que acabou sendo suspeito de matar a mulher.

A série exibe reportagens com todos os detalhes e uma das maiores estudiosas do país sobre o assunto, Ilana Casoy, comenta todos os crimes e diz se considera o suspeito culpado ou inocente.

continua depois da publicidade