Reportar erro
Polêmica

CNN Brasil é elogiada por Bolsonaro e Glenn Greenwald dispara contra Caio Coppolla

Glenn Greenwald não é favorável ao trabalho do presidente

Glenn e CNN Brasil
Glenn criticou CNN Brasil - Foto: Montagem
Redação NT

Publicado em 28/02/2020 às 16:10:00

A CNN Brasil nem estreou, mas já recebeu críticas do jornalista Glenn Greenwald - vencedor do Prêmio Pulitzer de Jornalismo em 2014 - por conta da presença do comentarista Caio Coppolla em sua lista de contratados. Nesta sexta-feira (28), o americano usou as redes sociais para reclamar do fato de que a emissora foi elogiada pelo presidente Jair Bolsonaro. Um dos responsáveis pela Vaza Jato afirmou que o aceno do político ao canal de notícias se deu em virtude da contratação do analista, um dos seus apoiadores.

“Ontem, Bolsonaro atacou uma grande parte da mídia brasileira como mentirosos, ameaçando cortar seu financiamento público, mas se esforçou para elogiar o novo canal da CNN no Brasil porque, como observei ontem, CNN Brasil acumulou com agentes pró-Bolsonaro de núcleo duro”, disparou.

“A programação da CNN Brasil ainda nem foi lançada - em março - mas Bolsonaro já o está promovendo porque sabe quem eles contrataram: não apenas comentaristas pró-Bolsonaro, mas também agentes, incluindo um que foi pego em grupos do WhatsApp que financiam protestos por ele”, ressaltou o jornalista.

Apesar de Glenn não citar o nome de Caio Coppolla, o comentarista foi apontado como um dos integrantes do grupo Mkt Bolsonaro no WhatsApp, reportagem feita pela jornalista Vera Magalhães pelo portal BR Político.

Glenn nunca escondeu seu descontentamento com o bolsonarismo, tendo discutido por diversas vezes nas redes sociais e pessoalmente com políticos ligados ao presidente e simpatizantes. O caso mais emblemático envolvendo o norte-americano foi sua briga com Augusto Nunes, no programa Pânico, na rádio Jovem Pan.

Caio Coppolla se tornou um dos comentaristas mais polêmicos da rádio, tendo ideias conservadoras e defendendo políticos com ideologias parecidas com a do presidente Jair Bolsonaro.

Ele se formou na Faculdade de Direito do Largo São Francisco, da Universidade de São Paulo (USP) e trabalhou durante um ano na rádio Jovem Pan, integrando o programa Morning Show.

A partir de março, Caio estará em debates políticos da programação da CNN Brasil em um formato baseado no The Great Debate, sucesso nos Estados Unidos. O quadro coloca duas pessoas de visões de mundo completamente diferentes e debatem os assuntos propostos pela produção.

Com as acusações de Glenn, o NaTelinha procurou a CNN Brasil, mas a emissora declarou que não vai se manifestar sobre o assunto.

CNN Brasil

CNN Brasil é elogiada por Bolsonaro e Glenn Greenwald dispara contra Caio Coppolla

O anúncio da chegada da marca ao Brasil pegou o mercado de surpresa, em janeiro do ano passado. Desde então, Douglas Tavolaro, vindo da Record, juntamente com o outro sócio, Rubens Menin, da MRV Construtora, montaram a equipe, definiram sedes e compras de equipamentos, entre outras atribuições, que acabaram adiando a estreia de novembro para março.

Entre os nomes que farão parte do canal, estão William Waack, Evaristo Costa, Mari Palma, Phelipe Siani, Monalisa Perrone, Reinaldo Gottino, Cris Dias, Cassius Zeilmann, Daniel Adjuto e Daniela Lima, entre tantos outros.

Mais Notícias