Protesto

No SP2, homem interrompe reportagem ao vivo para protestar: "Fora Bolsonaro"

Laura Cassano levou um susto com a invasão do homem em link ao vivo


Laura Cassano tendo entrada ao vivo invadida por homem que protesta contra Bolsonaro
Laura Cassano teve um link do SP2 invadido por protesto contra Bolsonaro - Foto: Reprodução

A repórter do SP2, da TV Globo,Laura Cassano, levou um susto na noite desta sexta-feira (14) ao fazer um link ao vivo para comentar o início do Carnaval na cidade de São Paulo. Tudo porque, enquanto ela dava as informações do início do desfile dos blocos carnavalescos, um homem invadiu a reportagem para fazer um protesto político contra o presidente Jair Bolsonaro.

No vídeo, é possível ver Laura explicando as informações para a população que quiser curtir o Carnaval já nesta semana. "E eles vão ficar reunidos, organizados em cinco circuitos. Dois circuitos grandes e três menores. Então, olha, vão sair daqui de pertinho, da Major Sartori, por exemplo, os blocos Filhos da Lua e Nega Fulô", explicava.

Enquanto isso, um homem já aparecia atrás da repórter estampando um jornal da Causa Operária com os seguintes dizeres. "Contra as privatizações. Contra as demissões. Fora Bolsonaro", mas Laura pareceu não perceber a presença do estranho, já que ele não dizia nada.

Mas quando ela continuava a dar informações, o estranho invadiu o link e, próximo a ela, começou a gritar. "Fora Bolsonaro! Fora Bolsonaro!", Laura levou um susto e olhou para o lado tentando entender o que estava acontecendo enquanto a equipe do jornal cortou a imagem rapidamente.

SP2 e os protestos na Globo

Esta não é a primeira vez que um protesto de cunho político interrompe um link ao vivo da Globo. O fato era bastante comum durante o governo da presidente Dilma Rousseff e se repetiu por diversas ocasiões.

Recentemente, a própria Globo foi alvo de protestos durante uma entrada ao vivo do repórter Éric Faria para o RJTV ao cobrir a chegada do Flamengo em Brasília para a final da Super Copa do Brasil e torcedores do time carioca protestaram contra o canal.

Mais Notícias