Big Brother Sverige

No Big Brother Sueco, participante é expulsa após dizer que odeia judeus

Isabel Pereira, angolana, foi expulsa somente com quatro dias de confinamento


Isabel Pereira e elenco do Big Brother Suécia
Elenco do Big Brother Suécia e participante expulsa, Isabel Pereira - Reprodução

No Big Brother da Suécia, não há tolerância quanto a frases de ódio. O reality estreou no último dia 10 de fevereiro e se estenderá até 20 de maio, totalizando 100 episódios, e em somente quatro dias, teve gente expulsa por disseminar ódio contra os judeus.

O canal TV4 decidiu pela expulsão de Isabel Pereira, de 24 anos, após uma conversa que ela teve com Kim Kamal, de 21. As duas dialogavam sobre o ex-chefe de Kim, que era judeu.

Sem pestanejar, Isabel declarou: "Eu odeio judeus". Rapidamente, os telespectadores suecos inundaram a emissora com mensagens negativas e clamando pela sua expulsão.

Imediatamente, ela foi chamada para o confessionário, onde foi informada que não havia mais como continuar competindo no Big Brother. Foi convidada a se retirar.

A ex-sister é angolana e se mudou para a Suécia aos 11 anos de idade.

Aviso no Big Brother Suécia

Após a participante ser expulsa, a produção emitiu um comunicado a todos os participantes, reiterando que o que foi dito é muito sério e inaceitável.

A participante Kim também foi forçada a deixar o programa.

Tolerância zero

O Big Brother no país escandinavo é conhecido por não ter tolerância com o mau comportamento dos seus participantes.

Em 2014, dois foram expulsos após assediarem sexualmente uma colega. Na ocasião, John e Philip exigiram que Caroline fizessem sexo oral neles para sair do quarto durante uma festa.

Há seis anos, a emissora comunicou que o comportamento deles também era inaceitável.

Mais Notícias