SBT Rio 20 anos

Diretor do SBT planeja mais programas locais, mas garante: "Temos responsabilidade fiscal”

Emissora promoveu evento especial no Rio em comemoração aos 20 anos do telejornal local


Roberto Franco
Divulgação/SBT

Em comemoração aos 20 anos do telejornal local SBT Rio, na última segunda-feira (02), a emissora de Silvio Santos organizou um evento especial num hotel da zona sul do Rio de Janeiro, com a presença de políticos, profissionais do mercado publicitário, apresentadores, jornalistas e executivos. Ao NaTelinha, Roberto Franco, Diretor de Relações Institucionais da rede, comemorou a data e revelou a intenção de ampliar a faixa regional tendo o apoio do comércio da cidade.

"O SBT é a emissora que mais tem programação regional no Brasil inteiro. A nossa pretensão era ter muito mais, mas o SBT é uma emissora que trabalha com toda responsabilidade fiscal. Nós produzimos o que podemos e aquilo que conseguimos manter de maneira independente, livre, baseado essencialmente em publicidade. O SBT tem outros projetos e todos os projetos que foram viáveis nós vamos colocar no ar. Nós queremos mais produtos sim no Rio de Janeiro e achamos que tem que ter mais espaço", explicou Franco.

E completou: "Temos competência pra fazê-lo, mas precisamos também que a economia, o mercado local, o comércio local, façam essa aposta junto com a gente. É o convite que fica aí a todo mercado, que mais pessoas se juntem conosco e viabilizem uma programação ainda mais regional. Eu digo sempre: A comunicação de um estado, de uma cidade e de uma nação, ela é de responsabilidade de toda a sociedade. Não é só de quem faz ou só de quem consome, ela é responsabilidade de tudo. Ela é a base da democracia, da cultura e da cidadania".

Como parte dos festejos dos 20 anos do SBT Rio, o canal fez a transmissão do telejornal ao vivo num estúdio montado no hotel Fairmont, em Copacabana. Além disso, o evento contou com  presenças ilustres, como o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, o prefeito Marcelo Crivella, o jornalista Roberto Cabrini, Antonio Florencio de Queiroz Junior, presidente da Fecomércio e Marcos Vinicius Braga, chefe da Polícia CivilO NaTelinha também foi convidado.

Diretor do SBT planeja mais programas locais, mas garante: \"Temos responsabilidade fiscal”

Após a transmissão do telejornal, que teve Isabele Benito como apresentadora, o SBT promoveu o seminário "O Rio Que Queremos Para Amanhã", onde autoridades, sociedade civil e empresários discutiram os próximos 20 anos do Rio de Janeiro.

DNA do SBT

"O nosso líder maior, o Silvio Santos, botou como DNA do SBT a família, a informação e diversão. Nós temos que cumprir esses três pilares. A informação nós não brincamos com ela, tem que estar próxima.  O SBT é uma emissora que se orgulha de ser um sistema, o Sistema Brasileiro de Televisão. Nossa logomarca já diz tudo, ela é colorida, mostra que ela fala com todos os brasileiros, o rico, o pobre, o de grau superior, o analfabeto... Agente fala com todas as classes sociais e com todas as opções", analisa Roberto Franco.

E continuou: "A gente respeita o Brasil como ele é, a nossa pretensão é essa. E não tem como você falar com um Brasil tão complexo se não tiver uma presença local. Ninguém mora no mundo e nem mora no Brasil, você mora numa rua. As notícias impacta muito mais quando você fala do cotidiano das pessoas. Então, é por isso que é tão importante".

Por fim, o diretor de Relações Institucionais do SBT destaca a força do Rio de Janeiro no mercado nacional e comemora os índices de audiência do SBT Rio.

"O Rio de Janeiro é o segundo maior mercado do país. O Rio de Janeiro é um polo cultura inegável e super valioso para o país. É a capital do turismo brasileiro. A gente jamais estaria respeitando o Rio se não tivesse um produto local que falasse para o cariocas, dos problemas dos cariocas, através do carioca, através da cultura local e com o tempero local. Essa é a nossa responsabilidade. 20 anos de sucesso com vice-liderança absoluta diz para gente que estamos no caminho certo", disse.

Mais Notícias