Luto na Globo

Faustão homenageia Maurício Sherman, ex-diretor do Zorra Total e criador do Fantástico

O ator morreu aos 88 anos

Faustão homenageia Maurício Sherman, ex-diretor do Zorra Total e criador do Fantástico
Faustão ao lado de Maurício Sherman - Foto: Reprodução/Globo

Publicado em 20/10/2019 às 19:38:30

Por: Redação NT

Neste domingo (20), o apresentador Fausto Silva homenageou o ator e diretor Maurício Sherman, que morreu na última quinta-feira (17) aos 88 anos, em decorrência de complicações de uma doença renal. A produção do Domingão do Faustão colocou a foto do profissional no telão do programa.

O comunicador fez questão de falar o quanto Maurício foi importante para o desenvolvimento da televisão brasileira, principalmente pelos seus trabalhos na Globo durante várias décadas.

“Galera, esse ano, de muitas personalidades que o mundo artístico perdeu, seja na música, na televisão, no jornalismo, na cultura em geral, um deles foi esse cara que trabalho neste programa e uma das personalidades mais marcantes na história da televisão”, iniciou Faustão.

“Poucas pessoas tiveram tanto talento em tão diferentes atividades como Maurício Sherman”, continuou o apresentador, falando da carreira do diretor na Globo.

“Com certeza, a galera do céu vai ter um reforço para grandes histórias e grandes musicais”, completou o comunicador.

Maurício Sherman trabalhou no Domingão do Faustão

Maurício Sherman, um dos criadores do Fantástico e diretor do Zorra Tottal por 15 anos na Globo, faleceu na última quinta. Ele fez parte da equipe do Domingão do Faustão.

Ele entrou na Globo em 1965 e foi responsável por comandar diversas atrações da emissora, como o Faça Humor, Não Faça a Guerra, além de ter sido diretor-executivo da Central Globo de Produção.

"O que deu essa dimensão à televisão brasileira, na minha opinião, foi a desmesurada ambição de fazer as coisas. Nós queríamos fazer o máximo. Não nos contentávamos, não nos limitávamos aos nossos espaços. Não. Nós fazíamos, nós crescíamos", relatou ele ao Memória Globo sobre sua carreira.

Sua consagração na emissora aconteceu quando produziu o humorístico Faça Humor, Não Faça Guerra, em 1972, com Jô Soares, Paulo Silvino, entre outros. Participou da equipe de criação do Fantástico em 1973 e dirigiu a atração nos três primeiros anos.

Em 1988, virou diretor-executivo da Central Globo de Produção, desempenhando diversas funções na emissora como diretor e criador de vinhetas.

Em 1994, foi supervisor do Vídeo Show e ficou com a responsabilidade pela transformação da atração em um programa diário. Também dirigiu o Zorra Total a partir de 1999 até 2014 e o Domingão do Faustão.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!