Sabatina polêmica

Com Glenn Greenwald, "Roda Viva" bate recorde no YouTube

Jornalista foi sabatinado nesta semana

Com Glenn Greenwald,
Glenn Greenwald participou do "Roda Viva". Foto: Divulgação

Publicado em 04/09/2019 às 18:29:29

Por: Naian Lucas

A participação do jornalista Glenn Greenwald rendeu ao "Roda Viva", da TV Cultura, o melhor desempenho em visualizações no YouTube do ano. Um dos responsáveis pelo site The Intercept e principal porta-voz da chamada "Vaza Jato", série de reportagens que mostram supostas conversas entre procuradores da Lava Jato e o ex-juiz Sérgio Moro, foi sabatinado pelo programa na última segunda-feira (02).

Menos de 48 horas depois do jornalístico ter ido ao ar, o vídeo com a íntegra da entrevista já havia sido visualizado mais de 620 mil vezes no canal do "Roda Viva" no YouTube.

A título de comparação, a nova fase da produção de entrevistas do canal público de São Paulo recebeu outros nomes da política nacional nos últimos meses, como o deputado federal Alexandre Frota, alguns dias depois dele ser expulso do PSL, partido de Jair Bolsonaro, e ter se filiado ao PSDB. A entrevista, realizada há duas semanas, conta com 489 mil visualizações na rede social.

O programa entrevistou ainda o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, no auge da crise internacional por conta das queimadas na Amazônia. Com uma semana no ar, a sabatina conta com 305 mil visualizações no YouTube do "Roda Viva".

Vale lembrar que Glenn Greenwald tem sido o principal pivô da crise institucional ao denunciar supostas conversas entre procuradores da República e o então juiz Sérgio Moro em um aplicativo de mensagens. Nas conversas divulgadas, as partes teriam supostamente cometido ilegalidades durante os processos da Lava Jato, principalmente no caso que envolve o ex-presidente Lula.

Veja a entrevista de Glenn Greenwald no "Roda Viva":


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!