Reportar erro
Polêmica

Anúncio de processo seletivo da CNN Brasil para estágio é fake news, garante canal

Divulgação causou revolta por limitar participantes conforme a universidade em que estudam

Projeto da sede da CNN Brasil
CNN Brasil chamou de fake news divulgação de processo seletivo. Foto: Divulgação
Naian Lucas

Publicado em 04/09/2019 às 16:51:54

De acordo com a CNN Brasil, é fake o post que vem rendendo polêmica nas redes sociais, divulgando um processo seletivo para estágio no canal de notícias. O texto publicado informa que apenas estudantes de jornalismo de algumas das universidades particulares mais caras do Brasil estariam aptos para concorrer à vaga. 

O anúncio surgiu em páginas do Facebook dedicadas ao jornalismo e também está sendo compartilhado em grupos do WhatsApp desde o início desta semana.

“A CNN Brasil abriu processo de seleção de estagiários em Jornalismo. Podem participar alunos que estarão cursando do terceiro ao sexto semestres de Jornalismo, no primeiro semestre de 2020, nas seguintes instituições: ESPM-SP, Cásper Líbero, Mackenzie, USP e PUC-SP (as cinco faculdades mais bem classificadas no Ranking Universitário da Folha no Estado de São Paulo)”, diz o texto antes de apresentar os pré-requisitos básicos para a vaga.

A divulgação vem chamando a atenção dos estudantes, que ficaram inconformados com as exigências e decidiram comentar na web. “Que triste isso! Há tantos alunos excelentes dentro de outras faculdades de jornalismo e estão impedidos de concorrer à vaga, por conta de uma exigência que mais parece uma discriminação”, escreveu um usuário.

Outra internauta decidiu fazer uma pergunta em tom de denúncia. “A ESPM é uma das faculdades na lista de instituições aceitas. A prova do processo seletivo será na ESPM, será uma coincidência?”, perguntou.

O NaTelinha pesquisou onde estudaram alguns dos jornalistas contratados pelo novo canal de notícias e verificou que, de fato, o processo seletivo limitando as contratações não faria sentido. William Waack, tratado como a principal aquisição do grupo, é formado pela USP, a maior Universidade pública do Brasil. Já Evaristo Costa estudou na Universidade Braz Cubas, de Mogi das Cruzes.

A revolta dos internautas, no entanto, não é justificada. A CNN Brasil afirma categoricamente que não está por trás desse processo seletivo e que trata-se, portanto, de uma fake news. A emissora diz não limitar a contratação de profissionais com base no local onde eles estudam.

Após a polêmica, a CNN Brasil publicou em seu perfil oficial no Linkedin, nesta quarta-feira(04), seu processo de seleção para estágios. 

Confira a íntegra da nota:

"Ei, você, estudante de Jornalismo. Em breve, a CNN Brasil concluirá o processo seletivo para estágio na redação. Se você estiver no 2° ou no 3° ano do curso em 2020, faça logo sua inscrição. Já foram analisados mais de mil currículos de alunos de todas as faculdades, enviados para o e-mail desde janeiro.

Até agora, entre os pré-selecionados, há estudantes de 13 instituições. Nessa primeira fase, teremos 23 vagas para a sede em SP, mas haverá oportunidades também em Brasília e no Rio. Com a alta demanda, criamos um segundo e-mail só para os estagiários: . Para concorrer, envie um e-mail com RG, CPF, faculdade em que estuda, em que período do curso estará em 2020, além do currículo anexado.

As inscrições vão até 20 de setembro. Os selecionados para a 1ª etapa serão avisados por e-mail e farão, em 19 de outubro, uma prova com 50 questões de conhecimentos gerais e uma redação. Depois, haverá uma 2ª fase com entrevista presencial. A direção de jornalismo tem visitado, desde agosto, algumas das faculdades de SP para explicar o processo seletivo. A ordem dessas palestras foi agendada seguindo o Ranking Universitário Folha de 2018. Até agora, alunos da USP, PUC-SP, Mackenzie e ESPM já ouviram um pouco mais sobre a CNN Brasil".

TAGS:
Mais Notícias