Paola voltando

Televisa marca data para a estreia da nova versão de “A Usurpadora”

Nova versão estreia em setembro

Televisa marca data para a estreia da nova versão de “A Usurpadora”
Sandra Echeverría interpreta as gêmeas Paola e Paulina na nova versão de "A Usurpadora"

Publicado em 17/07/2019 às 21:30:42

Por: Daniel César

Transformada em minissérie de 25 capítulos, a nova versão de “A Usurpadora” já ganhou data de estreia por parte da Televisa. O conglomerado divulgou que a produção terá exibido seu primeiro capítulo no dia 02 de setembro no “Canal de Las Estrellas”, pertencente ao grupo.

A minissérie que irá acompanha a vida de Paola Bracho e Paulina Martins (Sandra Echeverría) ganhou o horário nobre no canal de TV aberta e irá ao ar às 21h30. Esta é a primeira produção da “Fábrica dos Sonhos”, criada pela Televisa para recriar grandes novelas da emissora nas últimas décadas.

Desde que foi confirmada a produção da nova versão de “A Usurpadora”, muitas novidades foram apontadas por parte da emissora mexicana. A tal ponto de que Paola será casada com o presidente do México, Carlos Bernal (Andrés Palacios), e sua irmã gêmea Paulina tomará seu lugar como primeira dama do país.

Diferente da versão original em que Paola voltava para tomar seu lugar justamente no momento em que a irmã se apaixonava pelo mocinho, neste caso Paola irá querer ser dada como morta e vai planejar o assassinato de Paulina enquanto a gêmea estiver se passando por ela no palácio presidencial.

Uma das novelas mais reprisadas do Brasil, pelo SBT, ao lado de “Maria do Bairro”, “A Usurpadora” deu fama a Gaby Spanic, intérprete original de Paola e Paulina, a tal ponto de, décadas depois da primeira exibição, a atriz continuar ganhando espaço na mídia brasileira.

A Televisa confirmou que “A Usurpadora” não será a única produção transformada em minissérie pelo projeto “Fábrica dos Sonhos” e já encomendou outras histórias, como “Rubi”, “Os Ricos também Choram” e “A Madrasta”, todas que já foram exibidas no Brasil.

Vale lembrar que “Os Ricos Também Choram” foi a base para outra versão ainda mais conhecida no Brasil. A trama original de 1979 foi a inspiração para “Maria do Bairro”, com Thalía.


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!