Foram ignorados

De Jim Carrey a Julia Roberts: Emmy ignora medalhões e séries conhecidas

Academia torceu o nariz para dupla que trocou o cinema pela TV

De Jim Carrey a Julia Roberts: Emmy ignora medalhões e séries conhecidas
Jim Carrey e Julia Roberts foram alguns dos ignorados pelo Emmy em 2019.

Publicado em 16/07/2019 às 18:19:00

Por: Daniel César

Se até alguns anos atrás a migração do cinema para a TV garantia quase que, automaticamente, uma indicação ao Emmy, isso já não é mais verdade absoluta quando se trata do maior prêmio da televisão americana. A prova disso foi a lista de indicados divulgada no início da tarde desta terça-feira (16) e que contou com ausências importantes, como Jim Carrey e Julia Roberts.

A surpresa pela falta da dupla oriunda do cinema foi geral, até porque Julia Roberts aparecia em todas as listas e ela já surgia como uma das poucas capazes de vencer a premiação, que ocorre em setembro, em disputa com Sandra Oh ("Killing Eve").

Após décadas trabalhando exclusivamente no cinema, Julia migrou para a TV ao aceitar uma proposta da Amazon Prime Vídeo, virando produtora executiva e protagonista de "Homecoming". A série, um drama de 30 minutos, teve uma primeira temporada elogiada pela crítica, mas que foi completamente ignorada pela Academia em todas as principais categorias do Emmy, inclusive atriz.

Quem chocou menos, mas também chamou a atenção, foi Jim Carrey. Conhecido por trabalhos como "O Mentiroso" e "Debby e Loide", o ator voltou ao universo da televisão por meio de "Kidding". A dramédia da FX não figurava entre as principais favoritas para garantir uma indicação ao maior prêmio da TV americana, mas ele era tido como figurinha garantida entre os indicados, mas foi ignorado.

Não se trata apenas dos nomes de peso do cinema que não garantiram uma indicação ao prêmio. Séries consagradas acabaram ficando de fora. Foi o caso de "Unbreakable Kimmy Smith", de Tina Fey. A criadora de "30 Rock" sempre foi uma das queridinhas do Emmy e causou estranheza a última temporada de sua série ter sido ignorada pela Academia não apenas como comédia, mas também em atriz e ator.

Outra que ficou de fora foi "True Detective". Se a primeira temporada da produção foi aclamada pela crítica e a segunda havia sido massacrada, o equilíbrio da terceira não foi suficiente para garantir uma vaga na lista de melhores minisséries que também deu de ombros para "The Act".

Muita gente comemorou o aumento do número de indicações de "This is Us", mas não deixou de notar que outra produção da TV aberta foi ignorada, embora aparecesse com chances reais de ser indicadas. Trata-se de "The Good Fight", spin-off de "The Good Wife", série que já havia aparecido entre os melhores dramas do Emmy enquanto esteve no ar.

Após o escândalo sexual envolvendo Kevin Spacey muito se falou que a Academia iria ignorar "House of Cards" em sua última temporada. A série, de fato, ficou de fora da competição, mas os jurados premiaram o protagonismo de Robin Writgh que virou "a dona" da série em seu sétimo e último ano.

Após a lista com relativas surpresas e alguma ausências importantes, agora a corrida é para saber quem deverá vencer o Emmy. A premiação acontece apenas em setembro e, até lá, muita coisa ainda pode acontecer.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!