Concorrência

"Primeiro Impacto" mantém audiência do cancelado "SBT Notícias" contra o "Hora Um"

"Primeiro Impacto" começou em nova faixa na madrugada desta segunda-feira (17)

Dudu Camargo começa mais cedo no "Primeiro Impacto" - Reprodução

Fabrício Falcheti
i

Fabrício Falcheti

Publicitário e jornalista pós-graduado, Fabrício Falcheti é sócio-fundador e editor-chefe do NaTelinha. MTB: 0061456/SP

Publicado em 17/06/2019 às 13:57:08

O "Primeiro Impacto" começou a ir ao ar mais cedo na madrugada deste domingo para segunda-feira (17), assumindo lugar do "SBT Notícias", cancelado por determinação de Silvio Santos.

Exibido das 04h às 06h, o jornalístico concorreu com o "Hora Um", da Globo, e praticamente manteve o que o findado noticiário marcava até então, com pequenas variações decimais.

Dividido pela medição da Kantar Ibope, o "Primeiro Impacto" registrou 4,0 pontos de média em sua primeira faixa, contra 5,6 do jornal apresentado por Monalisa Perrone na concorrente. Com programação da Igreja Universal, a Record ficou bem distante da briga, com 0,5.

A outra parte do policialesco de Dudu Camargo e Marcão do Povo seguiu até 10h30 e sua audiência consolidada será liberada somente na terça (18).

O Crime Não Compensa

Com o fim do "SBT Notícias", outra novidade aos domingos foi o espichamento da série "O Crime Não Compensa", da Medialand.

Exibida logo após o "Programa Silvio Santos", a atração saiu de uma para quatro horas de duração, emendando um episódio no outro.

Nesta madrugada, a maratona rendeu 4,0 pontos de média ao SBT, com pico de 8,7, herdados do patrão.

Até então com um episódio, "O Crime Não Compensa" vinha com índices na casa dos 6 pontos.

SBT Notícias cancelado

Silvio Santos decidiu cancelar o "SBT Notícias" na última quinta-feira (13), fala-se por motivos de corte de gastos e também para aumentar o "Primeiro Impacto", que poderá lucrar com ações de merchandising.

Com a alteração, Karyn Bravo e Analice Nicolau acabaram demitidas da emissora. Cassius Zeilmann foi deslocado para a reportagem.

Essas mexidas deixaram o clima tenso no SBT. Conforme apurado pelo NaTelinha, nos corredores da Anhanguera não se fala de outro assunto que não a possibilidade de haver uma onda de demissões no setor.

Muita gente teme que sobre para outros nomes da casa, que no mínimo podem sofrer reajustes salariais, movimento iniciado pela Globo.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!