Nostalgia

Como a série "Plantão de Polícia", que estreou há 40 anos, mudou a vida de Aguinaldo Silva

Um dos maiores novelistas da Globo debutou na produção


aguinaldo-silva_f6d544b7def44386bc297675e9ad9435b9150c74.jpeg
Aguinaldo Silva estreou na Globo há 40 anos em "Plantão de Polícia"

Aguinaldo Silva pode até ter uma última imagem negativa junto ao público. Autor de "O Sétimo Guardião", trama cheia de problemas e que terminou na última semana, ele completa 40 anos de Globo e, neste sábado (25) se comemora a estreia da produção que mudou a sua vida: "Plantão de Polícia".

A série foi uma criação do icônico novelista Bráulio Pedroso, responsável por produções como "O Rebu" (1974) e, principalmente, por "Beto Rockfeller"(1969). Logo que a Globo aprovou o projeto, a ideia era criar uma história totalmente policial, mas a direção considerou que o ideal seria ter um jornalista como protagonista e não um policial, por conta do período de Ditadura Militar. E é aí que entra Aguinaldo Silva.

Até então, ele era conhecido justamente no mundo policial por ser um dos mais experientes repórteres do país. Com duas décadas cobrindo casos policiais, Aguinaldo foi convidado por Bráulio para ser um dos roteiristas de "Plantão de Polícia" e, desde então sua vida mudou.

Segundo o Memória Globo, a produção somente tornou-se consolidada como o sucesso que foi por conta de Aguinaldo. É que ele foi quem insistiu em imprimir um aspecto humano ao protagonista, vivido pelo ator Hugo Carvana. Afastando-se do tom virulento em que toda série de polícia tinha à época, "Plantão de Polícia" caiu nas graças da audiência.

A Globo produziu 66 episódios de "Plantão de Polícia" e Aguinaldo participou da equipe de roteiristas de todos eles. Foi aí que ele ganhou um longo contrato com a Globo e a oportunidade de trocar de carreira. No ar entre 1979 a 1981, a obra inovou por apresentar na televisão casos envolvendo tráfico de drogas, entre outros assuntos que, até então, eram praticamente ignorados na abordagem da dramaturgia.

A série fez tanto sucesso que acabou exportada para diversos países, entre elas o Reino Unido. E foi justamente graças a "Plantão de Polícia" que a Globo fechou acordo com o Canal 4, pertencente à Rede BBC, para exibir suas produções naquele país.

Ao final da série, Aguinaldo renovou seu contrato com a Globo, onde está há 40 anos e, neste período, escreveu quinze novelas, todas no principal horário da emissora. Entre as grandes obras de Aguinaldo Silva estão "Roque Santeiro" (1985), em que ele assumiu após a ausência de Dias Gomes, "Vale Tudo" (1988), numa parceria com Gilberto Braga, "Tieta" (1989), "A Indomada" (1997) e "Senhora do Destino" (2004).

Considerado um dos principais autores da casa, ele detém recordes de audiência em boa parte de suas novelas, mas seu mais recente trabalho, "O Sétimo Guardião", se juntou à "Suave Veneno" (1999) na lista de tramas com baixo desempenho no Ibope.  Com tantos sucessos, é natural que Aguinaldo Silva tenha um dos maiores salários da Globo.

Mais Notícias