Polêmica José Mayer

Leo Dias critica feministas: "Só defendem aquelas que pensam iguais a elas"

Leo Dias critica feministas:
Reprodução

Publicado em 17/01/2019 às 14:49:36

Por: Naian Lucas

O jornalista Leo Dias falou sobre o caso do ator José Mayer nesta semana no "Fofocalizando" e mandou um recado para algumas mulheres que fazem parte do Movimento Feminista. O comentário ocorreu na última terça-feira (15), antes da demissão do ex-artista da Globo.

Durante um debate com seus colegas de trabalho, Mamma Bruschetta, Décio Piccinini, Leão Lobo e Gabriel Cartolano, Leo fez uma análise do atual momento das mulheres no mercado de trabalho na área da televisão e musical, explicando que mudanças estão acontecendo na sociedade.

“O Brasil vive um momento muito delicado em relação às mulheres. A gente vê muitas mortes, um número de feminicídio exagerado e também de assédio”, iniciou o jornalista. “O assédio tomou conta da mídia e as feministas de plantão resolveram denunciar todo e qualquer assédio, ainda que não seja um assédio propriamente dito”, explicou.

Após fazer a introdução sobre o tema, Leo Dias pediu e aconselhou feministas que conseguem maior visibilidade política e na mídia para que defendam todas as mulheres, independente das suas posições ideológicas, classe social, opção sexual e profissão.

“É bom ressaltar para as feministas o seguinte: vocês precisam defender a todas, porque o feminismo no Brasil está cada vez mais ligado a política. Elas só defendem aquelas que pensam iguais a elas. As outras não são defendidas”, falou o apresentador. “É só isso”, concluiu.

Já no "Fofocalizando" desta quinta (17), após não comparecer na edição de ontem (16), Leo Dias reforçou o seu pensamento: "Existe um movimento das assediadas e o momento feminista. O feminismo não tem partido; como o próprio nome diz, defende as mulheres, independente de qualquer coisa".

O debate foi quente e gerou discordâncias por parte de Leão Lobo e Décio Piccinini.

Demissão de José Mayer

Na noite da última terça, a Globo anunciou a demissão do ator José Mayer, após pouco mais de 35 anos como contratado da emissora e quase dois anos de geladeira, após um escândalo sexual nos bastidores.

Em comunicado, a emissora disse que tudo aconteceu em comum acordo, no fim de 2018. O contrato, segundo antecipado pelo NaTelinha, ia até o início de 2019 e já se sabia que não seria renovado. Sua última trama foi justamente "A Lei do Amor", produzida entre 2016 e 2017, onde veio o escândalo que culminou na sua saída do canal carioca.

Ele foi acusado pela figurinista Su Tonani, 28 anos, de assédio em um camarim dos Estúdios Globo. Ela veio à tona através do jornal Folha de S. Paulo e teve estrondosa repercussão.

Dias depois, José Mayer foi suspenso por tempo indeterminado e afastado do elenco de "O Sétimo Guardião". Em uma carta aberta para o público, ele pediu desculpas pelo que ocorreu com a figurinista da Globo.


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!