Maratona

Após cinco anos, todas as seis principais emissoras participarão do "Teleton"


Logo do Teleton
Divulgação

Deixando de lado rusgas do passado, Band e TV Gazeta decidiram se juntar à Record TV, Globo, RedeTV! e Cultura e cederão seus artistas para a maratona de arrecadação do SBT, o "Teleton", em prol da AACD. A participação das seis principais emissoras do país no evento não ocorre desde 2013.

O NaTelinha apurou que dentro da produção que prepara o programa o clima é de empolgação com a notícia.

A partir de 2014, a Band passou a não liberar seu elenco para o programa beneficente depois que Danilo Gentili rompeu seu contrato que ainda estava em vigor com a emissora e assinou com o SBT. Nos bastidores, esse ocorrido teria desagradado o argentino Diego Guebel, que na época exercia a função de diretor artístico da Band.

Porém, com a saída do executivo do canal, em dezembro do ano passado, as mágoas envolvendo Band e SBT ficaram no passado. O apresentador Milton Neves já foi confirmado no "Teleton" deste ano.

Após cinco anos, todas as seis principais emissoras participarão do \"Teleton\"

Outra TV que deixa as diferenças de lado nesta edição é a Gazeta. O apresentador Ronnie Von, do diário "Todo Seu", já foi liberado para participar da maratona que acontece nos dias 9 e 10 de novembro.

A emissora paulista não envia nenhum dos seus artistas contratados desde a edição de 2016. Foi uma forma de represália após o SBT ter desfalcado duas peças importantes do seu casting: Leão Lobo e Mamma Bruscheta.

Há dois anos, ambos assinaram com o canal de Silvio Santos para integrar o novo programa criado para a grade, o "Fofocando", depois renomeado para "Fofocalizando".

Após cinco anos, todas as seis principais emissoras participarão do \"Teleton\"

O "Teleton" acontece no Brasil desde 1998, quando Hebe Camargo levou a ideia para Silvio Santos, que aprovou o projeto. Desde então, anualmente, o SBT abre mão de mais de 24 horas de sua programação para uma maratona de atrações para arrecadar fundos para a AACD. Neste ano, a meta é conseguir R$ 30 milhões.

Após a morte de Hebe, a madrinha do evento é Eliana, que forma par com Daniel como padrinho. Celso Portiolli é o padrinho da campanha digital e, neste ano, Maísa Silva assume como madrinha digital.


*Atualizado às 16h56 do dia 19/10/2018: A assessoria de imprensa do SBT entrou em contato para corrigir uma informação que havia sido confirmada anteriormente. Na verdade, é Milton Neves quem já foi liberado pela Band para participar do eventeo, e não José Luiz Datena como dito anteriormente.

TAGS:
Mais Notícias