Reportar erro
Bombou

Queridinha do Emmy, Stranger Things foi vista por quase 130 milhões de pessoas em um mês

Série bombou na Netflix

Elenco de Stranger Things em cena.
Stranger Things foi visto por milhões de pessoas em apenas um mês. Foto: Divulgação
Redação NT

Publicado em 17/10/2019 às 08:15:04

A terceira temporada de Stranger Things superou as expectativas da Netflix e se tornou o produto mais visto da plataforma de streaming após um mês de lançamento. A queridinha do Emmy foi vista por 64 milhões de aparelhos ao redor do mundo.

Os números foram apresentados na reunião trimestral que a cúpula da empresa realiza com os acionistas e indicou que, um mês depois de ter sido lançada em 4 de julho, a terceira temporada da série havia sido assistida por 64 milhões de aparelhos.

A Netflix estima que cada aparelho é assistido em média por duas pessoas, isso significa dizer que mais de 128 milhões de pessoas assistiram ao terceiro ano da série que se tornou uma febre mundial.

A história ganhou não apenas o coração dos fãs e encheu os bolsos da plataforma, mas também fez brilhar os olhos das premiações. Em suas duas primeiras temporadas Stranger Things foi indicado ao Emmy na categoria de melhor série dramática. O terceiro ano foi lançado fora do período de submissão e poderá se inscrever para tentar nova indicação apenas no ano que vem.

Stranger Things e Inacreditável

Além de Stranger Things, considerada um fenômeno para os padrões do streaming mundial, a empresa comunicou também a seus acionistas o resultado de outra produção. A minissérie Increditável que alcançou 32 milhões de aparelhos com um mês de lançamento.

Sendo vista por aproximadamente 65 milhões, a minissérie que é uma das favoritas a ser indicada ao Globo de Ouro, acompanhou a história real de uma jovem que foi condenada por denunciar um estupro falso que, depois, provou-se ter acontecido.

Assinantes da Netflix

Ainda na reunião, a Netflix informou que chegou a 163,9 milhões de assinantes ao final do terceiro trimestre de 2019. Ao todo, a emissora aumentou seus clientes em 6,3 milhões.

Só nos EUA, a plataforma viu os números crescerem em 550 mil novos assinantes, número abaixo das expectativas que eram de 800 mil.

Mais Notícias