Reportar erro
Será o fim?

Com elenco estelar, “Big Little Lies” pode ser cancelada na segunda temporada

HBO ainda não falou sobre renovação

Big-Little-Lies-elenco_196e0e50573c8943079387eefb583af029b297ca.jpeg
Protagonistas de "Big Little Lies" - Foto: Divulgação/HBO
Daniel César

Publicado em 22/07/2019 às 22:20:09

A série americana da HBO com elenco de primeira grandeza, “Big Little Lies” pode chegar ao fim. O último episódio da segunda temporada foi exibido no último domingo (21).

Quem garantiu isso foi o TVLine que afirmou ter conversado com a cúpula da HBO que explicou ser muito improvável a produção de uma terceira temporada e culpou o elenco pelo possível cancelamento.

É que “Big Little Lies” conta com nomes de peso como Nicole Kidman, Reese Witherspoon e até Meryl Streep. Com isso, a HBO acredita que dificilmente vá conseguir segurar o elenco por mais um ano fora dos cinemas a fim de trabalhar em nova temporada para a série.

“Eu amo esse grupo de pessoas - eu faria qualquer coisa com eles. Mas a realidade é que são algumas das atrizes mais ocupadas trabalhando em Hollywood”, explicou Casey Bloy, executivo da HBO e acrescentou, “Olha, se todos eles vieram até mim e disseram: 'Nós trabalhamos em todos os nossos horários!' - então com certeza - acrescentou Bloys com uma risada. "Mas eu não acho que seja realista”.

Embora a declaração tenha iniciado uma onda de boatos sobre o possível final da série que venceu o Emmy na categoria minissérie em 2018, oficialmente a emissora não se posicionou sobre cancelamento ou renovação da série que conta com Nicole e Reese entre as produtoras executivas.

Kidman declarou que aceitaria retornar para uma terceira temporada, desde que todo o elenco concordasse em fazer parte do projeto. Caso a equipe não aceitasse, ela não voltaria para o show.

“Big Little Lies” foi criada com a intenção de ser uma minissérie de dez episódios, mas o sucesso da produção foi tão grande que a HBO conseguiu negociar com o elenco e garantir a renovação da produção para um segundo ano, o que a transformou em série. Para a segunda temporada, a emissora conseguiu contratar ninguém menos que Meryl Streep que voltou a trabalhar na televisão.

Embora em reta final, o segundo ano da série não poderá concorrer ao Emmy em 2019. É que a produção estreou fora do período de admissão para garantir participação da maior premiação da TV americana em 2019.

A estratégia seria para não queimar a produção num ano em que “Game of Thrones”, da própria HBO, é uma das grandes favoritas ao prêmio na categoria série dramática e, além disso, após o fim da produção milionária, garantir mais um ano como uma das grandes favoritas, em 2020.

Mais Notícias